A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História

O incrível Fusca flat-8 de dois motores dos irmãos Fittipaldi

Em 1969, Emerson Fittipaldi deixou o Brasil para iniciar sua carreira na Europa. Depois de disputar algumas corridas de Fórmula Ford e vencer um campeonato de Fórmula 3, ele voltou ao Brasil para curtir as férias sob o sol dos trópicos. Seu irmão Wilson tinha ficado por aqui cuidando dos negócios da dupla, que incluíam volantes esportivos e até carros de Fórmula Vee. Durante sua estada no Brasil, Emerson pretendia participar de uma grande prova que estava prevista para novembro daquele ano, os 1.000 Quilômetros da Guanabara. Contudo alguns meses antes da prova a equipe Fittipaldi ainda não tinha um carro para encarar o grid, que seria formado por grandes bólidos como o Ford GT40, o Lola T70, e o Alfa T33 (abaixo, com José Carlos Pace). Na verdade, eles tinham um carro: um Fusca — que não era exatamente o que alguém pensaria em colocar na pista ao lado destes carros. A menos que esse alguém fossem os irmãos Fittipaldi e seus companheiros Ary Leber, Nelson Brizzi e Ricardo Divila (

Matérias relacionadas

Dodge Copperhead: o filhote do Viper que virou ícone de Gran Turismo 2

Dalmo Hernandes

Uma breve história da indústria automotiva na Bélgica | Lasanhas sem Fronteiras

Dalmo Hernandes

Toyota Century V12: é assim que os japoneses fazem (ou faziam) carros de alto luxo

Dalmo Hernandes