A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

O novo SUV da Peugeot no Brasil, BMW 430i Cabrio chega até junho, Audi Q4 e-tron é anunciado e mais

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco!

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Peugeot deve lançar novo SUV com plataforma Fiat no Brasil

Em março de 2020 soubemos que a nova geração do Peugeot 2008 não será fabricada no Brasil. O modelo até foi registrado por aqui, mas, apesar da possibilidade (pouco provável) de ser importado, o registro parece apenas uma formalidade para proteger a propriedade industrial da Stellantis.

Isso, contudo, não significa que a Stellantis não irá brigar no segmento dos crossovers/SUV compactos. A fabricante parece estar planejando um novo modelo, já desenvolvido em parceria entre PSA e FCA. O modelo terá porte compacto e deverá usar plataforma Fiat e até compartilhar alguns componentes menores com os modelos FCA, mas terá toda a identidade visual e elementos de design da Peugeot — em especial a nova geração dos 208 e 308.

Recebemos informações de que o modelo terá o porte do VW Nivus e terá a traseira mais pronunciada que a do 2008, com o vigia em um ângulo de 120 graus e um pequeno entalhe a partir da base do vidro, com praticamente os mesmos elementos estéticos do hatch 208. A dianteira tem praticamente o mesmo design do próximo 308, que teve fotos publicadas nesta semana pelos britânicos da Autocar.

Por dentro, ele usará um volante pequeno, com o quadro de instrumentos mais elevado, como se vê nos outros Peugeot atuais. O sistema multimídia será integrado ao quadro de instrumentos em uma só peça, e terá tela de 10 polegadas. O modelo deverá ser equipado com motor 1.0 turbo com cerca de 120 cv – possivelmente o 1.0 GSE da Fiat – e custará entre R$ 85.000 e R$ 105.000. Este preço o colocaria logo acima do SUV do Fiat Argo, com quem deverá compartilhar a plataforma: prometido para maio, ele deverá custar algo entre R$ 75.000 e R$ 90.000. (Leo Contesini)

 

BMW Série 4 Cabrio é confirmado no Brasil

A BMW confirmou que o BMW Série 4 conversível será vendido no Brasil ainda no primeiro semestre de 2021. O carro será vendido apenas na verão 430i Cabrio, equipada com um motor 2.0 turbo de 258 cv e 40,8 kgfm, mais câmbio automático de oito marchas.

O conjunto é suficiente para que o BMW 430i Cabrio vá de zero a 100 km/h em 6,2 segundos, com velocidade máxima de 250 km/h.

Preços e lista de equipamentos para o mercado brasileiro ainda não foram divulgados, mas devem ser divulgados a qualquer momento. (Dalmo Hernandes)

 

Audi apresenta Q4 e-tron, seu quarto modelo elétrico

A família e-tron da Audi não para de crescer: a fabricante alemã anunciou nesta semana um novo modelo elétrico. Será o Audi Q4 e-tron, que teve fotos externas e internas divulgadas, além de algumas informações.

O Q4 e-tron, diferentemente dos outros modelos elétricos lançados até agora, será feito sobre a plataforma MEB, usada pela Volkswagen na linha ID. As fotos – com o carro camuflado, em dia com o modus operandi da Audi nas apresentações dos e-tron – mostram que o novo elétrico é parecido com o conceito Q4 e-tron, mostrado em 2019 – faróis afilados, linha de cintura alta e lanternas ligadas por uma barra de LEDs são alguns dos elementos presentes.

O interior, por outro lado, foi revelado por completo. O visual não se afasta muito do que se vê em outros e-tron, com quadro de instrumentos digital e central multimídia de 10,1 polegadas (opcionalmente, poderá ter até 11,6 polegadas). Mas uma novidade será o HUD com realidade aumentada, incorporando elementos como setas e marcações de trajeto diretamente no para-brisa.

A Audi ainda não falou sobre opções de powertrain ou preço, mas estas informações devem ser reveladas na próxima semana. O Q4 e-tron está previsto para o fim de 2021, chegando às lojas nos primeiros meses de 2022. (Dalmo Hernandes)

 

Porsche notifica Singer por uso indevido da marca

A Singer Vehicle Design, famosa customizadora especializada em Porsche, terá de fazer mudanças em seu mais recente projeto justamente pelo uso da marca alemã. De acordo com o site Carscoops, a Porsche não gostou muito de ver o nome PORSCHE nas laterais e na traseira do Singer ACS (All-Terrain Competition Study), uma espécie de 911 Safari da Singer, com suspensão elevada, pneus off-road e inspiração nos Porsche de rali.

Contudo, em vez de fazer como a Ferrari e simplesmente colocar um processo em cima da Singer, a Porsche decidiu ser elegante e notificou de forma privada a Singer, que removeu o ACS e toda a mídia referente ao projeto de seu site.

A nova geração do Grand Cherokee, o 911 Safari da Singer, Ford Bronco no Brasil e mais!

Um porta-voz da Porsche declarou que a fabricante está “satisfeita em ter uma comunidade cada vez maior de entusiastas”, mas que também “tem responsabilidade de chamar a atenção de alguns clientes para garantir que os produtos da Porsche sejam claramente e facilmente identificáveis”.

“Isto pode ir de um único componente ou pedaço de tecido usando nosso nome até carros inteiros. Assim, permitimos que apenas produtos criados ou licenciados diretamente por nós carreguem o nome Porsche”, completou o porta-voz.

A princípio a Singer apenas removeu o ACS de seu site, mas é provável que novas imagens sejam feitas assim que as modificações no veículo forem realizadas. (Dalmo Hernandes)

 

Nova VW Amarok pode ganhar motor V6 Ford (e versão “Raptor”)

Já é dado como certo que a próxima geração da Volkswagen Amarok será feita em parceria com a Ford, usando como base a plataforma da nova Ranger – mas agora, novos rumores dizem que a nova Amarok terá até mesmo uma versão V6 esportiva com motor do oval azul.

De acordo com o gerente de produto e marketing de veículos comerciais da Volkswagen Austrália, Nick Reid, a fabricante não descarta a possibilidade de fazer uma versão VW da Ranger Raptor, usando o mesmo conjunto mecânico. Isto porque a Volkswagen já tem bastante sucesso com a Amarok, em parte graças à versão com motor V6 de 258 cv (que, aliás, vende muito bem na Austrália). Assim, a fabricante é encorajada a apostar em uma variante ainda mais potente.

Os aspectos técnicos ainda não são claros, mas fala-se que a Ranger Raptor terá uma versão com motor V6 a diesel de 253 cv, e outra a gasolina com mais de 400 cv. (Dalmo Hernandes)

 

Volkswagen vai transformar Cupra em marca de elétricos

Falando em Volkswagen, a gigante alemã anunciou de surpresa que a Cupra se tornará uma marca exclusivamente elétrica – sim, a mesma Cupra que, até agora, abrigava da Seat.

O anúncio vem acompanhado do primeiro modelo elétrico – o Cupra Born, que na prática é a versão da Cupra para o VW ID.3. Ele mantém a identidade visual conhecida da Cupra, com faróis de desenho agressivo e detalhes de acabamento da cor bronze. Na dianteira, para identificar-se como elétrico, a grade entre os faróis foi reduzida a uma linah, e a maior entrada de ar fica no para-choque.

A Seat confirmou que o Cupra Born – apresentado em fevereiro como El-Born – será lançado ainda neste ano, como o primeiro de uma linha totalmente elétrica. Não foram divulgadas informações sobre o powertrain, mas a fabricante já mencionou suspensão mais firme, direção mais direta e um sistema de “boost-on-demand” que libera potência extra ao toque de um botão, sob demanda. (Dalmo Hernandes)

 

Jeep pode deixar de usar nome Cherokee após pedidos do chefe da Nação Cherokee

Recentemente o chefe da Nação Cherokee dos Estados Unidos, Chuck Hoskin Jr., pediu formalmente para que a Jeep deixe de usar o nome Cherokee, dizendo que, apesar das boas intenções, ter o nome do seu povo colado na lateral de um carro não é exatamente a melhor homenagem.

A Jeep, inicialmente, recousou-se “respeitosamente” a mudar o nome do Cherokee e do Grand Cheerokee. Contudo, o CEO da Stellantis, Carlos Tavares, mostrou-se aberto a discutir a questão “com as pessoas adequadas e sem intermediários” com a Nação Cherokee, e deu a entender que quer chegar a um acordo mesmo que este acordo signifique mudar o nome dos veículos. (Dalmo Hernandes)

Matérias relacionadas

Paykan: a história do primeiro carro desenvolvido no Irã | Lasanhas Sem Fronteiras

Dalmo Hernandes

Project Cars #248: hora de ir às compras para o Volkswagen Corrado

Leonardo Contesini

Um novo recorde do Renault Megane RS Trophy R, BMW 320i a venda no Brasil, Mercedes C300 Coupé e Cabrio renovados e mais!