A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Pensatas

O que aconteceu à boa e velha BMW?

“Você precisa apenas de transporte? Então a BMW não é para você. Para transporte apenas sempre existirão os chamados “carros econômicos”, e mais um sem número de opções menos emocionantes. Mas se você quer o melhor sedan esportivo que o dinheiro pode comprar, se você quer um carro que faça da direção um prazer, visite seu revendedor BMW. Ele tem um carro para você!” – Propaganda americana do BMW 2002, 1973. Parece incrível, mas é isso mesmo: em 1973 a BMW dizia com todas as letras que era uma marca para quem gostava de dirigir. E que se se você não fosse um desses, que comprasse outro carro! Para a moderna administração de empresas, um sacrilégio. Mas algo que, numa análise mais técnica, faz muito sentido. Todo engenheiro sabe que não dá para agradar todo mundo. Tudo é um compromisso: ganha-se aqui para perder algo ali. Então, se não dá para agradar todo mundo, o melhor é focar no que se sabe fazer melhor, ser realmente bom em algo pelo menos. Afinal de contas

Matérias relacionadas

Por que eu troquei meu carro antigo por um carro “moderno” (mas nem tanto)

Dalmo Hernandes

RADwood e a janela móvel de 30 anos dos carros clássicos

Marco Antônio Oliveira

Como acontece a especulação de carros clássicos e modelos exclusivos?

Leonardo Contesini