A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História Zero a 300

O Shelby GT350 1965 quase foi o primeiro Mustang com suspensão traseira independente

Foto: Mustang360° Em meados da década de 1960 a Ford decidiu transformar o pacato sedã Falcon em um esportivo para as massas – uma carroceria mais arrojada, motores V8 mais potentes e um nome carismático foram os ingredientes básicos que deram origem ao Mustang em 1964 e fizeram dele um sucesso de vendas imediato. O pony car chegou às lojas em abril daquele ano e, em seus primeiros 18 meses de vida, vendeu mais de um milhão de unidades. O que a Ford fez em 2005, quando lançou a primeira geração assumidamente retrô do Mustang, foi repetir o que aconteceu há cinco décadas: ditar o que mercado deveria fazer. Depois do Mustang vieram o Chevrolet Camaro (1967) e o Dodge Challenger (1970), respostas diretas ao novo Ford. Depois do Mustang de quinta geração, Chevrolet e Dodge apresentaram suas próprias interpretações da receita. Receita esta que, por muito tempo, incluiu a suspensão traseira por eixo rígido: um sistema simples, barato e comprovadamente robusto (emprestado da perua do

Matérias relacionadas

Um BMW Z3 M com câmbio manual, um Santa Matilde conversível, um Escort Zetec 1.8 16v bem conservado e as novidades do GT40!

Dalmo Hernandes

O Williams Martini, Kimi Raikkonen rodando a LaFerrari, o primeiro BMW nacional e mais!

Leonardo Contesini

Os preços e versões do “novo” Sandero, Jaguar Project 8 quebra seu próprio recorde em Nürburgring, o novo Audi Q3 Sportback e mais!