A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Os bastidores de “Le Grand Rendez-Vous”, VW Nivus chega na quinta-feira, o novo Civic Type R e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Leclerc e a SF90 nos bastidores do novo “C’était un Rendez-Vous”

Como você deve ter visto na semana passada, o diretor Claude Lelouch dirigiu neste final de semana um remate de seu clássico “C’était un Rendez-Vous”, o filme que mostra um motorista dirigindo loucamente pelas ruas de Paris para encontrar sua garota em uma manhã qualquer.

 

O remake, que é batizado “Le Grand Rendez-Vous”, teve como cenário uma locação pouco mais ao sul de Paris, mais exatamente o principado de Mônaco, que teria uma corrida de Fórmula 1 neste fim de semana, mas acabou a cancelando devido à pandemia da doença do coronavírus. Aproveitando a situação o diretor francês pediu autorização ao governo e levou suas câmeras ao principado.

Diferentemente do original, o filme não teve um Mercedes Classe S dublado por uma Ferrari, mas uma legítima Ferrari interpretando a si mesmo. O carro escolhido foi uma SF90 pilotada pelo monegasco Charles Leclerc, e diversos clipes foram divulgados nas redes sociais ao longo deste fim de semana.

Há poucos detalhes sobre a gravação, mas a participação oficial da Ferrari — que forneceu os carros, o piloto e ainda teve John Elkann (o big boss da FCA/Ferrari) presente nas gravações — deixa claro de que se trata de um filme promocional da marca, ainda que seja originalmente parte da filmografia de Lelouch. (Leo Contesini)

 

Volkswagen Nivus será lançado nesta quinta-feira – preços deverão partir de R$ 82.900

Seguindo o roteiro-padrão de lançamentos, depois dos flagras e teasers, a Volkswagen agora prepara a apresentação oficial do novo Nivus que acontecerá por meio de uma transmissão ao vivo nesta próxima quinta-feira, 28 de maio.

Como dissemos anteriormente, ele será posicionado acima da dupla Polo/Virtus, mas abaixo do T-Cross. O modelo inicialmente deverá ser trazido em três versões — 200 TSI, Comfortline e Highline —, todas com o motor 1.0 TSI combinado ao câmbio automático de seis marchas. Os preços, segundo os consultores das concessionárias, será de R$ 82.900 para a versão de entrada, cerca de R$ 90.000 para a Comfortline e R$ 97.990 pela Highline.

Alguns consultores mencionam uma suposta versão 1.4 TSI, que teria lugar na faixa dos R$ 110.000, mas a hipótese é um tanto confusa, visto que o modelo Highline usado para as versões de topo, já será equipado com o motor 1.0 TSI. A menos que a Volkswagen decida lançar o Nivus GTS…

De qualquer forma, saberemos somente quando a Volkswagen apresentar o modelo nesta quinta-feira. Fique ligado, pois teremos um post dedicado ao lançamento assim que tivermos todas as informações. (Leo Contesini)

 

Europa pode aumentar incentivos a carros elétricos depois da pandemia

À medida em que a Covid-19 começa a retroceder na Europa e as medidas de isolamento ficam menos severas, a indústria local vislumbra mudanças pós-pandemia. E uma destas mudanças pode ser um incentivo ainda maior à produção e à compra de carros elétricos.

Segundo o Bloomberg, a União Europeia já traça um plano para tornar os elétricos ainda mais atraentes para o público. No Velho Continente já existem mais reduções e isenções de impostos sobre os elétricos que no resto do mundo, mas a ideia é torná-los ainda mais vantajosos do ponto de vista econômico. Uma das medidas consideradas é a eliminação do IVA (Imposto sobre Valos Acrescentado) que incide sobre os carros elétricos, e varia entre 17% e 27% nos países que fazem parte da UE.

A medida, de acordo com o Bloomberg, não visa apenas uma recuperação econômica mais rápida, mas também a redução significativa de emissões de poluentes na Europa – algo que, segundo a União Europeia, leva em consideração a expectativa dos mais jovens e das gerações futuras quanto às providências tomadas pelos governos para lidar com mudanças climáticas. (Dalmo Hernandes)

 

Honda Civic Type-R de 11ª geração é flagrado – e pode ter conjunto híbrido

Falando em carros limpos: parece que o novo Honda Civic Type-R vai adotar tecnologia híbrida. Os fotógrafos da agência Automedia flagraram uma unidade toda camuflada em testes rodando em uma estrada na Europa.

Trata-se do primeiro flagra da possível 11ª geração do Honda Civic, como se pode notar pelo formato diferente dos faróis, visivelmente inspirados pelo Accord; e das lanternas, que pelo pouco que se vê ficaram mais largas e baixas. A asa traseira também aparece redesenhada, e a grade dianteira foi disfarçada para imitar o “duplo-rim” da BMW.

Considerando que a Honda já confirmou o fim da produção do atual Civic hatch para 2021, faz sentido que a renovação comece pelo dois-volumes. A abordagem evolutiva é compreensível – tradicionalmente a Honda costuma promover uma revolução completa no Civic a cada duas gerações, apenas.

Voltando à unidade flagrada, o principal indicativo de que há pelo menos um novo powertrain debaixo do capô do carro é o sistema de escapamento, que aqui conta com uma só saída. O palpite sobre a tecnologia híbrida vem do próprio Automedia – e faz sendido, considerando que a maior parte dos rivais do Civic, esportivos ou não, estão adotando motores elétricos para aumentar potência e reduzir consumo de combustível.

Ainda é cedo para tirar conclusões mais assertivas, mas podemos dizer que só o fato de o novo Type-R estar sendo testado com um motor a combustão já é uma vitória para os entusiastas. E, se a eletricidade ajudálo a ficar ainda mais rápido, que mal tem? (Dalmo Hernandes)

Matérias relacionadas

Toyota Celica: o esportivo japonês que nasceu para enfrentar o Ford Mustang – e deu origem ao Supra

Dalmo Hernandes

Honda Civic Si é flagrado na versão sedã, Hennessey VelociRaptor ganha potência de Ford GT, os carros mais vendidos em fevereiro e mais!

Leonardo Contesini

Primeiro Challenger Hellcat é vendido por R$ 2 milhões, como parar caminhões-bomba, uma Kawasaki supercharged de 300 cv e mais!

Leonardo Contesini