A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Top

Os carros mais legais que você pode comprar gastando entre R$ 30 mil e R$ 35 mil – parte 1

Demorou, mas estamos de volta com nosso guia de compra para carros em várias faixas de preço! Na semana passada, perguntamos quais eram os carros que os leitores comprariam gastando entre R$ 30 mil e R$ 35 mil — o preço de um popular zero-quilômetro.

Sugerimos o Volkswagen Polo GT, mas foi só o chute inicial. Agora, confira a segunda parte da lista com as respostas de vocês!

 

Ford Fiesta

ford_fiesta_5-door_br-spec_16

De vez em quando a evolução de uma geração para outra deixa os carros irreconhecíveis. Foi assim com o Honda Civic de oitava geração (que, para os leitores mais desatentos, já apareceu na lista anterior), e foi assim com o Ford Fiesta. E, tal como o sedã médio japonês, o pequeno hatchback também ganhou um “New” antes do nome.

35-40 (2)

Por algo entre R$ 30 mil e R$ 35 mil (o preço varia de região para região), há duas opções interessantes. O New Fiesta importado do México entre 2011 e 2013, com motor Sigma 1.6 16v de 115 cv (etanol) é um carro muito bem acabado, atraente e tem dinâmica mais do que correta, além de ser bem equipado.

fiesta

A versão reestilizada, fabricada no Brasil a partir de 2013, ganhou versões mais baratas com motor de 1,5 litro e 111 cv, além de um novo motor de 1.6 16v de 130 cv — tem visual mais moderno, mas perdeu em qualidade de acabamento, especialmente do lado de dentro. Dito isto, ambos são boas escolhas que custam mais ou menos o mesmo.

 

Hyundai Azera

35-40 (5)

Não nos olhem assim, pois foram vocês mesmos que sugeriram a primeira geração do Hyundai Azera. E não foram poucos! Acontece que, se você é livre de preconceito quanto a marcas e quer um carro grande, confortável, potente e acessível, o imponente sedã coreano pode ser o carro certo.

35-40 (4)

O Azera começou a ser importado para o Brasil em 2007 e, poucos anos depois, já era bastante visto nas ruas. O aumento de sua popularidade coincidiu com a expansão da atuação da Hyundai no Brasil e, por isso, sua manutenção não mais complicada que a dos rivais. A partir dos R$ 32 mil já te compram um Azera 2010 com cerca de 60 mil km rodados e um motor V6 de 3,3 litros e 245 cv. Com sorte, você pode encontrar um exemplar posterior a 2011, já reestilizado e com potência elevada para 265 cv. Só não esqueça que, apesar do preço de popular, o Azera não poderia estar mais longe disso — incluindo no consumo e na manutenção.

 

Volkswagen Passat

35-40 (8)

O Passat é o Volkswagen topo de linha no Brasil já há alguns anos e um exemplar começa em quase R$ 150 mil atualmente. No entanto, já dá para comprar um exemplar da sexta geração, vendida entre 2005 e 2011, por R$ 35 mil ou menos — tanto na versão sedã quanto na bela perua.

35-40 (6)

A melhor pedida, a nosso ver, é o modelo fabricado a partir de 2006, com motor 2.0 FSI turbo de 200 cv e capacidade de chegar aos 100 km/h em menos de oito segundos. No entanto, o modelo aspirado de 150 cv também não é má ideia. Com sorte, você até encontra um exemplar com motor V6 (na verdade, um VR6) de 3,2 litros de 250 cv, com tração integral com diferencial Haldex e câmbio DSG de dupla embreagem.

 

Chevrolet Omega (segunda geração)

35-40 (10)

A segunda geração do Omega a ser vendida no Brasil utilizava a mesma plataforma da anterior, mas trazia uma carroceria mais moderna. Trata-se de uma versão rebatizada do Holden Commodore vendido na Austrália, que foi importado para o Brasil entre 1999 e 2006, com reestilizações em 2001, 2003 e 2005.

35-40 (9)

E o modelo que se encaixa no nosso orçamento hipotético é justamente o mais recente, vendido a partir de 2005. Além do visual mais moderno, em 2005 o Omega recebeu um motor de 3,6 litros e 258 cv, bastante parecido com o que seria usado depois na terceira geração e no Chevrolet Captiva, acoplado a uma caixa automática de cinco marchas. Se você quer um carro bem equipado, bom para pegar a estrada e ainda faz questão de tração traseira, fica difícil sugerir outro carro.

 

Suzuki SX4

35-40 (11)

Quase ninguém lembra que ele existiu, mas quem comprou um só elogia: é o Suzuki SX4 que, curiosamente, é uma versão rebatizada do italiano Fiat Sedici. Trata-se de um hatchback que leva esse negócio de “carro aventureiro” um passo além: além da decoração típica, ele tem suspensão elevada (o vão livre do solo chega a quase 18 centímetros) e tração 4×4 de verdade, com distribuição automática de torque entre os eixos e diferencial traseiro com bloqueio de até 100%.

35-40 (12)

Tudo isto com um um motor a gasolina de dois litros e 145 cv, boa oferta de equipamentos e preço bem razoável: R$ 35 mil te compram um exemplar impecável, talvez até com menos de 40 mil km rodados. O câmbio pode ser manual de cinco marchas ou automático de quatro marchas.

 

Fiat Punto T-Jet

35-40 (2)

Dá para comprar um esportivo turbinado com menos de R$ 35 mil? Dá sim! O Fiat Punto T-Jet, com visual mais agressivo, interior recheado (alguns têm até teto solar Skydome) e um motor 1.4 16v de 152 cv e 21,2 mkgf de torque, suficientes para chegar aos 100 km/h em 8,4 segundos, com máxima de 203 km/h.

35-40 (1)

Além disso, tratas-se de um carro ergonômico, mais espaçoso que a maioria dos compactos (ainda que, para tal, tenha trocado espaço no porta-malas por acomodações mais generosas para os ocupantes) e, convenhamos, bem atraente — aliás, há quem prefira o visual de antes da reestilização promovida em 2012, pois o novo Punto (de visual baseado no Punto Evo europeu da época) teria ficado carregado demais.

 

Honda Fit (segunda geração)

35-40 (3)

Já sugerimos o Honda Fit em listas passadas, e ele aparece aqui de novo, desta vez, em sua segunda geração, vendida de 2008 a 2014. Já é perfeitamente possível encontrar um exemplar dos primeiros anos de fabricação com motor de 1,5 litro, dotado de comando variável i-VTEC e 116 cv.

35-40 (13)

Além de manter todas as boas características da geração anterior (boa oferta de equipamentos, dimensões internas generosas, interior modular e dinâmica correta), o Fit de segunda geração perdeu as proporções conservadoras e, apesar de ainda ser um monovolume, tem um visual bem mais arrojado. E a versão com motor de 1,35 litro (ou 1,4 litro, segundo a Honda) ainda é bem econômica.

 

Audi A4 Avant

35-40 (14)

Se o VW Passat B6 é uma perua alemã de R$ 35 mil, a Audi A4 Avant é outra. Sim, estamos falando de um carro potente, ainda melhor acabado que o Passat e equipado com o mesmo motor turbo com cabeçote de 20 válvulas encontrado em outros modelos do grupo (como o Audi A3 e o VW Golf GTI), calibrado para entregar 163 cv. O câmbio é um CVT que simula seis marchas, a tração é dianteira e a suspensão independente nas quatro rodas com multilink atrás.

35-40 (15)

Com visual sóbrio, porém atraente, a A4 Avant B6 é uma bela opção para quem faz questão de um carro espaçoso, bom para pegar a estrada e com mecânica relativamente conhecida — tudo isto por um preço acessível. R$ 32 mil já te compram uma A4 Avant bem conservada.

Matérias relacionadas

Os carros mais marcantes nos 60 anos da indústria automotiva brasileira

Dalmo Hernandes

Os motores com as configurações mais inusitadas da indústria automotiva – parte 2

Dalmo Hernandes

Estes são alguns dos conta-giros mais estilosos e icônicos já feitos – parte 1

Dalmo Hernandes