A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Top

Os opcionais mais absurdamente caros oferecidos pelas fabricantes

O Ford Mustang Shelby GT500, recém apresentado, é um belo muscle car moderno. Debaixo do capô, ele traz um V8 supercharged de 770 cv e 86,4 kgfm de torque, acoplado a uma transmissão de dupla embreagem e sete marchas – algo inédito no segmento dos muscle cars. Ele tem uma carroceria esculpida em formas agressivas, com gigantescas entradas de ar na dianteira, diversos elementos aerodinâmicos adicionais, e é capaz de ir de zero a 100 km/h nos três segundos baixos, e cumpre o quarto-de-milha na casa dos 10 segundos. Um mix perfeito de clássico e atual, dá para dizer. Uma característica marcante do Shelby GT500 clássico que foi mantida no atual são as faixas longitudinais na carroceria – as famosas racing stripes, inspiradas pelos Mustang de competição. Elas são opcionais e, adesivadas, custam US$ 1.000 (cerca de R$ 4.150) – o que, bem, é compreensível quando se fala do Ford Mustang mais potente que se pode comprar hoje em dia. Mas você pode encomendar o seu (quer dizer, não se voc

Matérias relacionadas

Os games de corrida mais bacanas da sexta geração de geração de consoles, parte 2

Dalmo Hernandes

Os fora-de-série com mecânica VW a ar que existem pelo mundo | Parte 2

Dalmo Hernandes

Os carros alemães mais icônicos de todos os tempos – parte 2

Dalmo Hernandes