A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture FlatOut Revival

Os quatro Takumi: os mecânicos responsáveis pelo motor do Nissan GT-R

Iniciada pela Mercedes-AMG, a filosofia one man, one engine, na qual cada motor de alto desempenho é montado inteiramente por uma única pessoa — e no fim assinado por ela, às vezes — é algo relativamente comum entre os carros de alto desempenho. Esse processo foi adotado até mesmo pela GM, que é um dos grandes símbolos da produção em grande escala da indústria automobilística americana, na produção dos motores do Corvette Z06 (veja os detalhes neste post). O motivo é bastante simples: no processo de linha de produção, cada operário cuida de apenas uma parte da montagem e a inspeção de cada etapa é feita mecanicamente. Isso garante que não haja falha humana em um processo que envolve dezenas de pessoas, mas também não impossibilita a construção de componentes que demandam alta precisão. É por isso que, na hora de montar motores de altíssimo desempenho, as marcas optam por esse tipo de processo.  Quando só uma pessoa é responsável pela montagem do motor, ela cons

Matérias relacionadas

Ouça o rugido monstruoso de um V12 LS de 9,5 litros e 800 cv

Dalmo Hernandes

A história do Fusca que atravessou o mundo três vezes — e continua rodando

Dalmo Hernandes

Por que alguém pagaria R$ 350 mil por este esportivo de madeira todo detonado?

Dalmo Hernandes