A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Viagens e Aventuras

Overlanding: a arte de se perder propositalmente

A vida na civilização moderna não está fácil para ninguém. Crise econômica, crise climática, crise social – tudo isto afeta as pessoas, cada uma delas, e acaba causando crises individuais. Pode parecer papo de millenial (e, realmente, nós nascidos entre o fim da década de 1980 e o início dos anos 2000 somos a geração mais reclamona da história), mas calma: todo mundo está na mesma situação. Quem lê o FlatOut e acompanha meus textos sabe que, recentemente, tenho usado a minha motocicleta como um meio de fuga – quando a rotina e os problemas apertam, meia hora em cima da moto, percorrendo as estradas de terra nos arredores da cidade, bastam para clarear as ideias e renovar os ânimos. Na minha situação, é para isto que a moto serve. E ela vem fazendo muito bem seu papel, diga-se. O caso é que não foram poucas as vezes nos últimos anos em que considerei, mezzo sério, mezzo de brincadeira, entrar no carro (ou, mais recentemente, montar na moto) com uma mochila enorme e estender

Matérias relacionadas

Trailers e motorhomes: como surgiram as casas sobre rodas?

Dalmo Hernandes

A inacreditável fábrica abandonada de onde saía o Bugatti EB110

Dalmo Hernandes

As impressões de um gearhead brasileiro no Salão de Nova York

Leonardo Contesini