A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Para montar em casa: o estado da arte atual dos kit-car

“Réplica” e “Kit car” são dois nomes que não estão exatamente no panteão do prestígio no mundo do automóvel. Réplica é um termo que foi usado tão indiscriminadamente durante os anos que seu significado original se perdeu nas proverbiais brumas do tempo. Mas tudo bem, a gente desbruma ele: originalmente significava uma cópia do original, criada pelo fabricante original. Por isso um Frazer Nash Le Mans Replica é definido por seu nome: uma cópia do carro da Frazer Nash que correu em Le Mans. Hoje tal coisa desapareceu em um mar de resina poliéster reforçada em fibra de vidro e Brasílias desmontadas; originalmente era algo bem mais chique. Hoje é quase um sinônimo de “bastardo”, algo sem linhagem definida, sem pais conhecidos, jogado ao mundo à própria sorte para encontrar alguma boa alma que o adote como seu. Eu, particularmente, sempre adorei réplicas. Como

Matérias relacionadas

Este carro pode ser o Toyota mais antigo do mundo – e o único sobrevivente

Dalmo Hernandes

AE86 vs. GT 86: Toyota leva seus clássicos para acelerar na estrada

Leonardo Contesini

Buick Y-Job: a história do primeiro carro conceito de todos os tempos

Dalmo Hernandes