A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História

Peugeot de volta a Le Mans! Conheça trajetória da marca em La Sarthe

Não sei se é o mesmo para vocês mas, quando o assunto é Peugeot no automobilismo, instantaneamente penso no 205 Turbo 16, o monstro turbinado que foi o maior vencedor do mítico Grupo B. Na era mais insanamente irresponsável do Campeonato Mundial de Rali, o "hot hatch" de motor central-traseiro conquistou 13 vitórias em 1985 e 1986, garantindo dois títulos para a fabricante francesa. Depois, penso no Peugeot 405 T16 com o qual Ari Vatanen subiu o percurso de 20 km da montanha de Pikes Peak, nos EUA, em 1988 – um carro que, não por coincidência, usava o mesmo powetrain do 205 T16, na forma de um motor 1.8 turbo que passava tranquilamente dos 600 cv (embora a Peugeot dissesse que ele tinha, no máximo, 550 cv). Não é à toa que a Peugeot construiu sua reputação entre os entusiastas usando seus pocket rockets: eles se aproximam mais do sucesso da marca nos ralis. https://www.youtube.com/watch?v=UEuZG37gFdM Acontece que nem só de ralis viveu a Peugeot Sport: foi em 1988 que os franceses d

Matérias relacionadas

Ford Kent: a história do motor dominou as pistas nos Lotus dos anos 1960 e se tornou um dos mais populares do Brasil

Leonardo Contesini

Aviões, hot rods e rockabilly: a história das pin ups e da Kustom Kulture – parte 2

Dalmo Hernandes

XJR-15: o outro supercarro que a Jaguar fez na década de 1990

Dalmo Hernandes