FlatOut!
Image default
História

Porsche 930: “O Turbo”


“Nós descobrimos que o turbocompressor não traz nenhum problema- bem, nenhum problema extra – no campo de emissões ou poluição sonora. Eles têm um escapamento quente, mas você ficaria surpreso o quão mais silencioso até um carro de corrida fica quando a gente coloca a turbina no escapamento. Eu nem excluiria a possibilidade de colocar um turbocompressor em um de nossos carros de rua, algum dia.” - Ernst Fuhrmann, 1972. A afirmação do então presidente da Porsche parece hoje nada que não sabemos. Mas tente entendê-la no contexto de 1972: mesmo em corridas o turbo-supercharger era algo raríssimo. A Porsche era uma das pioneiras, colocando-os nos 917 de Can-Am e, com mais de 1000 cv, praticamente acabando com a categoria por falta de rivais à altura. Nas ruas? Pendurar uma turbina no escapamento que aciona um compressor para a admissão? Conta outra! Sim, turbocompressores foram usados antes em carros de série. Engraçado que o primeiro foi tembém um flat-six refrigerado a ar