A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Técnica

Qual a diferença entre biturbo, twin-turbo e twin-scroll?

Os carros turbo estão por aí desde os anos 1960, mas só recentemente se tornaram populares a ponto de estar em todos os segmentos do mercado automotivo mundial — dos subcompactos urbanos aos hipercarros, SUVs de mamãe e sedãs prata de tiozão — graças ao downsizing e a busca incessante por mais potência, menor consumo e menos emissões. Com essa popularização do turbo expressões como twin-turbo, biturbo, triturbo, quadriturbo e twin-scroll começaram a aparecer com mais frequência nas fichas técnicas, avaliações e, consequentemente, nas discussões em fóruns de internet e entre a galera do posto. Mas afinal, o que significa tudo isso? Existe diferença entre twin-turbo e biturbo? E que cazzo é twin-scroll? Para começar a entender a diferença (ou a semelhança) entre twin turbo e biturbo, você precisa saber como funciona o turbocompressor. Não vamos entrar em detalhes neste post: resumidamente o turbo usa os gases do escape para girar um rotor que pressuriza e comprime

Matérias relacionadas

Especial preparação Dodge V8: Dart Sharpening, parte 3

Juliano Barata

Os segredos do desempenho absurdo do Nissan GT-R – parte 1

Juliano Barata

É verdade que um intercooler preto é mais eficiente que um intercooler sem pintura?

Leonardo Contesini