A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture História Técnica

Quando a Ford tentou fazer um Fiesta com motor de dois tempos

Hoje, mesmo a contragosto, boa parte dos que entendem de carro admite que a palavra downsizing ainda será muito usada no futuro. A adoção de motores de menor deslocamento com sobrealimentação — via de regra, mais potentes e econômicos — já chegou e se faz presente. Basta lembrar do Speed Up, com motor 1.0 turbo de três cilindros e 105 cv, não se vende como esportivo, e sim como uma opção mais potente, moderna e econômica a um motor maior (supondo que um motor de maior deslocamento coubesse no pequeno cofre do Up, o que é improvável). No entanto, não é de hoje que a indústria automotiva não para de buscar soluções inovadoras para reduzir consumo de combustível e emissão de poluentes dos motores, além de aumentar sua eficiência energética. São aplicações que caem muito bem não apenas a esportivos, mas a qualquer automóvel — ainda que só mais recentemente os turbos tenham começado a ser adotados por modelos mais acessíveis sem tanta pretensão esportiva. [you

Matérias relacionadas

Ela comemorou seus 70 anos acelerando no track day em Curitiba!

Autor Convidado

Pegue carona em um Fusca Okrasa neste belo onboard nas estradas alemãs

Dalmo Hernandes

Como era o mundo da última vez que não havia brasileiros na F1?

Leonardo Contesini