A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Automobilismo História

Racing Stripes: a origem das faixas de corrida dos carros americanos

Você consegue imaginar um Shelby, um Ford GT ou um Viper GTS/ACR sem suas faixas de corrida pintadas de uma ponta à outra de sua carroceria? Podem ser faixas brancas sobre fundo azul ou vermelho, faixas pretas sobre fundo branco: elas são a identidade nacional dos carros americanos. Só que não foi sempre assim. Da mesma forma que Itália e Alemanha, os EUA também mudaram suas cores nacionais no automobilismo em algum ponto da história. Aliás, foi por causa deles que a Itália não correu de vermelho nos primeiros anos do automobilismo. Os americanos usaram o vermelho das sete listras de sua bandeira e os italianos ficaram com o preto. A partir de 1907, quando o Itala de Scipione Borghese, seu motorista Ettore Guizzardi e do jornalista Luigi Barzini venceu a corrida Pequim-Paris, os italianos passaram a usar o vermelho para identificar seus carros de corrida. Os americanos mudaram para o branco, mas para se diferenciar dos alemães, o esquema de pintura exigia que o chassi (ou a base da lateral)

Matérias relacionadas

M6GT: o primeiro de todos os McLaren de rua

Dalmo Hernandes

quattro: como DKW e Volkswagen deram origem ao sistema 4×4 da Audi

Dalmo Hernandes

Old Stock Race: a categoria de Opalas que resgata a origem da Stock Car estreia neste ano!

Juliano Barata