A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Pensatas

Será que os carros serão mesmo 100% autônomos um dia?

Há alguns anos, quando falamos sobre os acidentes fatais causados por falhas nos sistemas semi-autônomos da Tesla, uma das linhas de argumentação expostas nos comentários era a ideia de que somente um sistema de trânsito formado apenas por veículos autônomos poderá zerar (ou reduzir a quase zero) os acidentes fatais. É uma ideia plausível, com uma lógica até correta por trás dela: se todos os carros forem autônomos e se comunicarem entre si, a chance de acidentes será muito reduzida. O problema é que essa situação é utópica: será impossível termos 100% de veículos 100% autônomos no trânsito. E não será por falta de tecnologia ou por rejeição das pessoas, mas por uma série de razões que, combinadas como na realidade, deverão manter os carros — e o trânsito — mais ou menos como conhecemos hoje. Alguns fabricantes já vêm anunciando há alguns anos que terão carros autônomos do nível 5 (veja mais sobre os níveis aqui) até 2021, mas até o momento, os mais avança

Matérias relacionadas

Como as leis de emissões podem matar os carros populares

Leonardo Contesini

959 vs F40: a encruzilhada do futuro

Marco Antônio Oliveira

Por que eu decidi que vou comprar um Fusca

Dalmo Hernandes