A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Games

Sessão nostalgia II: 12 games de corrida clássicos disponíveis para download de graça

Você ainda está de férias? O ritmo de trabalho anda meio parado neste começo de ano? Bem, sorte que hoje é sexta-feira, porque isso certamente arruinaria sua semana de trabalho ou estudos.

O que temos aqui hoje, camaradas Flatouters, é um modesto link do genial Internet Wayback Machine — um projeto sem fins lucrativos que visa montar um arquivo histórico da internet (como a Bibioteca Nacional, mas com sites no lugar de livros) — com mais de 2.000 jogos clássicos baseados em MS-DOS.

Logicamente a primeira coisa que procuramos na lista foram os jogos que embalaram nossas tardes de chuva nos anos 1980 e 1990 e, para nossa surpresa encontramos 15 títulos clássicos. O melhor da história é que: 1) eles podem ser baixados de graça (lembra como eles eram caros na época?); 2) eles vão rodar em qualquer computador moderno, por que seu computador da época não era muito melhor que seu relógio de hoje e; 3) você nem precisa baixar, se preferir: eles rodam em um emulador no próprio browser.

 

Micro Machines

Imagine se um dia sua coleção de Hot Wheels ganhasse vida própria e começasse a disputar corridas por sua casa. É mais ou menos essa a premissa de Micro Machines. Nele você e seus amigos pilotam carrinhos em miniatura em circuitos feitos ao longo dos cômodos de uma casa.

Na cozinha, por exemplo, você precisa desviar de bolachas sobre a mesa, onde fica a pista. No escritório, você tem a pista demarcada por um estranho pó branco e passa por pontes de régua e uma chicane de apontador e borracha. Para jogar a versão original clique aqui.

 

Turbo Outrun

Infelizmente não encontramos o clássico Outrun, mas ao menos sua sequência Turbo Outrun estava na lista — e é bem parecida com o game original. Como no antecessor, você precisa completar cada estágio dentro do limite de tempo e sem tocar nos outros carros para não rodar, perder velocidade ou capotar. São 16 estágios ao longo dos EUA que formam um percurso de Leste a Oeste.

A cada quatro níveis você tem a chance e comprar upgrades para o seu carro. Dentre os upgrades está, claro, o turbocompressor (é por isso que este Outrun é o “turbo Outrun” que te dá mais velocidade para completar os estágios. Mas cuidado: se você usar demais o turbo, seu motor irá superaquecer ou seu boost irá acabar, e você só poderá recarregar de novo na próxima parada na oficina. Para jogar/baixar Turbo Outrun clique aqui.

 

Network Q RAC Rally Championship

Sem dúvida um dos clássicos de rali dos anos 1990 Network Q RAC Rally é também o primeiro game da série Rally Championship. Nele você disputa o campeonato britânico a bordo dos modelos mais famosos do rali da época, os hoje clássicos Toyota Celica, Ford Escort, Lancia Delta HF Integrale Mitsubishi Lancer Evolution ou Subaru Impreza WRX. Como estamos falando de um jogo de 1993 e baseado em DOS, o único parâmetro customizável por aqui são os tipos de pneus.

 

Os controles são bem mais fáceis do que estamos acostumados atualmente — Sega Rally é complexo perto deste — mas não pense que você só precisa acelerar e virar a direção: apesar da simplicidade do jogo, você pode danificar o carro e abandonar a corrida antes do final. Para jogar/baixar Network Q RAC Rally clique aqui.

 

Formula 1 Grand Prix/F1GP / World Circuit

Formula 1 Grand Prix foi um dos primeiros games sérios de Fórmula 1 para PC. Nele você disputa a temporada de 1991 de Fórmula 1, com direito às 16 pistas do campeonato, 18 equipes e 35 pilotos com nomes “inspirados” nos pilotos reais (o game não tinha associação com a FIA). Apesar do visual primitivo, o jogo foi revolucionário em sua época e é considerado um simulador por ter uma extensa possibilidade de ajustes que afetam o desempenho do carro na pista. Você pode ajustar relações de marchas, distribuição de força de frenagem, downforce da asa e pneus toda vez que para no pit-stop.

Além dos ajustes, F1GP também inovou com retrovisores funcionais, acidentes com destroços, deformação dos carros e influência das condições climáticas na dinâmica do jogo.

Se você nunca jogou ou perdeu a prática, o game tem seis auxílios opcionais — algumas ainda encontradas em jogos moderno: traçado ideal, sugestão de marcha a ser usada, frenagem automática, câmbio automático, correção de trajetória e indestrutibilidade do carro. Também há um modo replay com câmeras onboard e na beira da pista. Para jogar/baixar F1GP clique neste link.

 

Street Rod

Você está em 1963 e precisa ser o rei das ruas. Para isso, você começa o jogo com um pouco de grana para comprar seu primeiro carro e acertá-lo para extrair o máximo do carango. Você vai precisar disso por que os outros caras do pedaço estão te esperando para uns rachas valendo os carros. Se vencer, você volta com dois carros para casa. O game tem uma interface relativamente fácil de usar: comece comprando um carro e as peças que você vai precisar, entre na oficina para prepará-lo e vamos à corrida. Para jogar/baixar Street Rod, clique neste link.

 

Nigel Mansell’s World Championship

Em 1992 Nigel Mansell finalmente conquistou seu sonhado título mundial de Fórmula 1 e, como parte das comemorações, a Gremlin Entertainment lançou este simulador de Fórmula 1. Na verdade ele não é exatamente um simulador, mas também não pode ser considerado um daqueles jogos fáceis de corrida.

Há apenas 12 carros em cada corrida (que pode durar de três a 20 voltas), mas você pode personalizar downforce, relações de marchas, pneus e volume de abastecimento nas corridas mais longas. De quebra, você ainda pode ter aulas com a cabeça digitalizada de Nigel Mansell. Para jogar/baixar, basta clicar aqui.

 

Ferrari Formula One

Este foi um dos primeiros (se não o primeiro) game de corridas da Ferrari e contou com o apoio total da Scuderia, para recriar o trabalho da equipe na Fórmula 1 na temporada de 1986. Diferentemente da maioria dos jogos, você não começa direto na pista, mas sim terminando o carro em Maranello — primeiro no túnel de vento para acertar a aerodinâmica e depois na pista de testes de Fiorano. Com o carro pronto você vai para a temporada, que tem corridas de 18 km a 300 km, e você precisa passar pelos treinos e classificação.

Como os demais simuladores de sua época (o game foi lançado em 1989), você pode modificar a asa do carro, os compostos dos pneus e o abastecimento do seu carro turbo. A vista de jogo é de dentro do cockpit e, para não fechar nenhum rival e acabar com sua corrida, os carros têm retrovisores funcionais. Para jogar/baixar Ferrari Formula One clique aqui.

 

Indianapolis 500: The Simulation

Como seu nome sugere, este foi o primeiro simulador da Indy 500 para PC/console. Lançado em 1989 ele já usava polígonos tridimensionais para recriar com algum realismo os 33 carros que disputam a maior corrida da América.

Como um bom simulador, você precisa acertar seu carro por conta própria com modificações que incluem downforce da asa traseira, pressão dos pneus, wheel staggering (uso de medidas de pneus diferentes para compensar a inclinação das curvas) e pressão do turbo (para equilibrar potência e economia). Depois da classificação você pode disputar a corrida em 10, 30, 60 ou 200 voltas (como a real). Para jogar, visite este link.

 

Days Of Thunder

O filme que ensinou Tom Cruise a pilotar de verdade e levou a Nascar para o grande público de fora dos EUA também rendeu um game clássico para PC. Nele, você é Cole Trickle, o personagem de Cruise em “Dias de Trovão” (Days of Thunder – 1990) e corre em oito pistas diferentes baseadas em circuitos reais.

As corridas são todas em ovais, mas a distância total, tipos de curva e inclinação variam de acordo com o circuito. Durante as corridas você pode entrar nos pits e passar a controlar a equipe de cinco integrantes dos boxes e, como em uma corrida real, perder tempo no pit-stop faz você perder posições na corrida — especialmente por que os demais corredores nunca param nos boxes. Para jogar, visite este link.

 

IndyCar Racing

IndyCar Racing foi primeiro game oficial da categoria americana e por isso tem os nomes e traçados dos circuitos reais, com direito a logotipos de patrocinadores e demais detalhes.

Ele não tem o mesmo tipo de sofisticação no acerto do carro que seu rival da época, F1GP — até por que os carros da Indy não eram tão avançados quanto os da F1 na época — mas você precisa de alguma técnica para andar mais rápido que seus rivais, como traçado ideal, busca por aderência e simulação de frenagem com o pé esquerdo. Para jogar/baixar, visite este link.

 

Stunts

Em Stunts você precisa correr uma volta em um circuito o mais rápido possível sem bater. Contudo, as voltas geralmente têm áreas especiais como loopings, saltos, zig-zags e saca-rolhas para dificultar seu trabalho. Você pode jogar contra o relógio ou escolher entre seis oponentes diferentes, usando 11 carros com câmbio manual ou automático. Uma diferença de Stunts para outros games da época é que você tem quatro modos de visão durante a corrida e o painel pode ser sobreposto como uma camada em qualquer uma delas.

Mais legal ainda é que se você cansar das pistas originais do game, é possível criar sua própria pista ou modificar os circuitos existentes, que podem ser feitos de asfalto, cascalho ou neve. A física de jogo também é relativamente avançada para a época: o game simula sub-esterços e sobre-esterços e modifica a aderência de acordo com a inclinação da curva. Para jogar ou baixar, clique neste link.

 

Test Drive II e III

Test Drive é uma das séries de games para PC mais famosas já criadas e, por isso, nesta lista não poderiam faltar um de seus títulos. Na verdade, encontramos dois deles, “The Duel: Test Drive II” e “Test Drive III: The Passion”. Ambos são substancialmente diferentes apesar de serem sequências da mesma série.

No primeiro, The Duel — que é mais parecido com Test Drive original — o tema do game é dirigir carros exóticos pelas ruas e estradas desviando do tráfego e escapando da polícia. Não, isso não é Need For Speed. Você começa o game escolhendo o carro e o nível de dificuldade (que define se você usará um carro manual ou automático).

No jogo seguinte, The Passion, você tem gráficos tridimensionais e o conceito de mundo livre como temos hoje em jogos como Forza Horizon — você não precisa dirigir somente por um traçado pré-determinado. O game vem com três carros: Lamborghini Diablo, Ferrari Mythos e Corvette CERV III. Para jogar The Passion, clique aqui e para jogar The Duel, aqui.

 

Seu jogo favorito dessa época ficou fora da lista? Confira se ele está disponível para download neste link.

Matérias relacionadas

Street Tuning Evolution promete revolucionar os games de corrida com customização extrema

Dalmo Hernandes

As “Racing Modification” de Gran Turismo na vida real | Parte 2

Dalmo Hernandes

Need for Speed III: Hot Pursuit | FlatOut Retro Review

Dalmo Hernandes