A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture FlatOut em Nürburgring

Südschleife: uma caminhada solitária nas ruínas do irmão esquecido do Nordschleife em Nürburgring

Entre 1925 e 1927 foi construído ao orçamento de 15 milhões de marcos aquele que conhecemos como o maior, mais perigoso e mais desafiador autódromo do mundo: Nürburgring. Se este fato e as atuais 72 curvas do leviatã Nordschleife – cujo nome significa, literalmente, "laço norte" – não são exatamente desconhecidos, o mesmo não podemos falar do pequeno irmão que sempre viveu às sombras do inferno verde: o Südschleife ("laço sul"), autódromo de 7,74 quilômetros e variação topográfica de 153 metros que foi desativado em 1976 e, alguns anos depois, destruído quase em sua totalidade para a construção do atual traçado moderno de Nürburgring, o GP Strecke. Como pode ser visto na parte superior da imagem acima e na fotografia abaixo, o Südschleife compartilhava a antiga estrutura dos boxes e a reta de largada do Nordschleife – o épico e atualmente inexistente Start und Ziel Platz. Isso possibilitava o uso do Gesamstrecke, leviatã completo de 28,2 km e 187 curvas (no formato

Matérias relacionadas

Smokey and the Bandit: como Burt Reynolds transformou o Pontiac Trans Am em um ícone do cinema

Dalmo Hernandes

Lendas do WRC: Citroën DS3 WRC, o último grande francês vencedor do Mundial de Rali

Dalmo Hernandes

Os melhores livros sobre carros para colocar a leitura em dia neste fim de ano

Dalmo Hernandes