A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture História Humor

The Fight: a bizarra forma com a qual a NASCAR ficou conhecida nacionalmente

Era uma vez, uma briga. No fim da prova mais importante do ano daquele campeonato. Não uma briga digna de WWE ou Lucha Libre Mexicana. Uma briga entre dois senhores de meia idade, meio fora de forma, cansados fisicamente e desgastados mentalmente após horas dentro de um carro americano dos anos 70 preparado para competição, disputando a vitória da dita corrida, a 300 km/h. Foi assim, com esse roteiro pastelão com toques de briga de boteco, que a NASCAR saiu de esporte tipicamente sulista, sem muita relevância à quem morava em nova York ou Chicago, para se tornar um fenômeno nacional. Mas como chegamos a esse desfecho? O que motivou a pancadaria física? E como ela foi parar no lar de milhões de telespectadores numa tarde gelada de fevereiro?   Tudo começa com a televisão A CBS, emissora americana de televisão, depois de dias e mais dias, conseguiu negociar com a NASCAR (leia-se a família Francis, dona da categoria) um contrato no qual ela transmitiria a prova de Daytona 500 do a

Matérias relacionadas

Prezado Discovery Channel: o que você está fazendo com Top Gear no Brasil?

Leonardo Contesini

E-Max: conheça o Dodge Challenger devorador de curvas da Hotchkis

Dalmo Hernandes

Blocos gearhead: as criações automotivas (ou não) mais legais já feitas com Lego

Dalmo Hernandes