A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História

Toyota 2000GT: o primeiro supercarro japonês

“Qualquer dúvida sobre o carro se evaporou no momento em que liguei o motor. Do ronronar da marcha-lenta ao berro perto do limite de giros, um seis em linha não tem como ficar melhor do que isso. A pegada começa realmente só às 3.500 rpm, mas dali em diante ele empurra com vontade, e de maneira incrivelmente suave, até 7.000 rpm. Com uma resposta pronta e precisa, nenhum ponto aparente de vibração em todo o espectro, e com nenhum traço de aspereza, é uma jóia de motor. É tão suave e forte quanto um motor BMW atual, na verdade, mas com um berro no escape - não, um berro não, um profundo, grosso e musical pano de fundo - que não fracassa em entusiasmar.” - Martin Buckley, Classic & Sports Cars, novembro 1995. Hoje todo mundo reconhece a indústria japonesa como tão capaz quanto qualquer outra. Mas não foi sempre assim, claro. Depois da segunda guerra mundial, o país teve que recomeçar praticamente do zero, totalmente destruído que foi pelos bombardeios aliados, e seu esforço

Matérias relacionadas

A história do Shelby feito para derrotar a Ferrari nos anos 60

Leonardo Contesini

Conheça os touros que batizam os supercarros da Lamborghini

Leonardo Contesini

A história e a evolução do Papamóvel

Dalmo Hernandes