A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Toyota Previa: a mais louca das Minivans

Uma época de crise é sempre complicada; não gastamos nada a mais que o necessário, tentamos fazer pouco, economizar. Cada centavo conta, e tentamos novas e criativas maneiras para fazer estes centavos durarem mais. É uma época em que não fazemos o que queremos fazer, fazemos o que podemos fazer. É assim com a gente, e com corporações também; por isso não se pode esperar muito da indústria automobilística hoje. Mas tenho para mim uma forte desconfiança que, mesmo antes de necessidades teóricas de investimentos pesados em novas tecnologias, e de crises pandêmicas, a indústria já andava meio inerte. Focada em apenas reduzir custos para ganhar mais, e nada mais que isso. Ganhar o máximo possível de dinheiro é o objetivo de toda empresa, claro, mas uma fábrica de carros (como qualquer indústria de bens de consumo) precisa atender seu cliente para ganhar este dinheiro. Fazer coisas interessantes, que criem uma vontade de se comprar os tais produtos. E me parece que na indústria autom

Matérias relacionadas

Miura Saga: veja como era o “esportivo mais desejado do Brasil” em 1988 – em vídeo

Dalmo Hernandes

Você sabe como surgiu a brincadeira do “Fusca Azul”? E a expressão pé-na-tábua?

Dalmo Hernandes

Este motor com cabeçote transparente é a aula de mecânica mais bonita que você vai ter

Dalmo Hernandes