A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História Motos

Triumph Rocket III: a origem da “muscle bike” com o maior motor do mundo produzido em série

Lembro da primeira vez em que vi uma foto da Triumph Rocket III em uma revista, 15 anos atrás. Eu tinha uns 12 anos de idade, e não sabia que aquela moto havia acabado de ser lançada. Mas, imediatamente, soube que aquela seria uma de minhas motos favoritas – se não for a favorita. Esteticamente, ela já tinha todas as características que aprecio em uma motocicleta até hoje: desenho com pegada retrô; proporções musculares, com garfo mais longo e rabeta curta; e ausência completa de carenagem. Não ando muito de moto e, sendo realista, não imagino que um dia vá guiar uma Rocket III, mas isto não me impede de admirá-la da mesma forma que faço com um meu superesportivo favorito. (Que, aliás, é o Ford GT de 2005). O mais bacana é que, por 15 anos, a Rocket III não mudou quase nada – apenas atualizações estéticas e ajustes nas versões. Mas, nesta semana, a Triumph mostrou sua nova geração, que agora se chama Rocket 3 TFC. A sigla significa Triumph Factory Custom, e aplica-se

Matérias relacionadas

Ranchero e El Camino: quando os muscle cars viraram picapes

Dalmo Hernandes

Antarctic Snow Cruiser: o gigante vermelho que desapareceu duas vezes

Dalmo Hernandes

Do campo de batalha para as trilhas: como surgiu o Jeep Willys CJ

Dalmo Hernandes