FlatOut!
Image default
Vídeos WTF? Zero a 300

Ultimate VTEC Machine: quando alguns japoneses malucos colocaram o motor F20C do Honda S2000 em um BMW E36


O motor F20C da Honda, que foi usado apenas no roadster esportivo S2000, é um dos quatro-cilindros mais bacanas já feitos. Com dois litros de deslocamento (1.997 cm³) e 250 cv, é um dos motores de aspiração natural com maior potência específica de todos os tempos – 125 cv por litro, meus amigos. É o motor perfeito para… um BMW Série 3 E36. Não é?

OK, foi uma pergunta mais ou menos retórica. Colocar um motor Honda em um BMW é herege, mas não vamos fingir que não apareceram outros engine swaps hereges aqui no FlatOut. Mas, do ponto de vista puramente prático, depende do E36. Ninguém aqui vai sair colocando um F20C no lugar do seis-em-linha S50 do M3, pode ficar sossegado. Agora, se for um “mero” 318iS…

O carro apareceu em um episódio do programa Hot Version, da Best Motoring International, com Keiichi Tsuchiya conduzindo o carro em uma estrada cheia de curvas e soltando a traseira. Sim, o F20C tem torque o suficiente para isto.

O vídeo tem legenda em inglês que podem ser traduzidas automaticamente pelo Youtube

Não fique revoltado, não foi a gente que fez a cirurgia (obviamente), e sim a preparadora japonesa IMPACT! magic – sim, é esse o nome deles. A motivação para o swap, aparentemente, foi conseguir mais potência. E, ao que tudo indica, no Japão é mais fácil encontrar um quatro-cilindros japonês do que um seis-em-linha alemão. Faz sentido.

O 318i da geração E36, com seu peso relativamente baixo (cerca de 1.250 kg) e suspensão bem acertada (McPherson na dianteira e multilink na traseira),  tem toda a boa dinâmica característica do modelo. No entanto, movido por um  quatro-cilindros de 1,8 litro com 140 cv a 6.500 rpm e 17,8 mkgf de torque a 4.500 rpm, o BMW 318iS E36 tem um problema:

itisnotfastcar

Pois é: it is not fast car – ao menos não para os padrões da Hot Version. O 0-100 km/h é cumprido em 10,2 segundos, com máxima de 213 km/h.

Os 250 cv a 8.600 rpm e 20,7 mkgf de torque a 7.500 rpm do F20C são suficientes para levar os 1.257 kg do S2000 até os 100 km/h em 6,2 segundos, com máxima de 268 km/h. Como o sedã da BMW e o roadster da Honda pesam mais ou menos a mesma coisa, já podemos deduzir qual é o desempenho do 318iS com o novo motor.

E como ele anda? Keiichi Tsuchiya foi testar (com a japonesinha no banco do carona, claro) e ficou impressionado. “Meu pé direito diz que este é um S2000, mas a suspensão e a dinâmica, o equilíbrio do carro, são totalmente BMW”. Ele também elogiou o capricho na conversão. Segundo o técnico da IMPACT! magic, a transmissão manual de seis marchas do S2000 coube perfeitamente. O que deu mais trabalho foi construir suportes sob medida para o motor e redimensionar os freios para a nova carroceria. Uma ECU aftermarket com programação específica para o carro dá conta de gerenciar tudo perfeitamente, e até mesmo o ar-condicionado do sedã alemão funciona a contento.

Um detalhe interessante é o conta-giros. A peça original, que marca até 7.000 rpm, foi mantida, e o ponteiro simplesmente vai além –afinal, original de fábrica, sem qualquer modificação, o F20C é capaz de girar a 9.500 rpm. E, graças ao comando variável V-TEC, ele se move muito rápido – especialmente depois das 6.000 rotações, quando o kick acontece.

9500rpm

De acordo com a IMPACT!, o swap custa cerca de 1,8 milhão de ienes, o que dá mais ou meno R$ 52.000 em conversão direta. O site dos caras, naturalmente, é todo em japonês e não traz informações a respeito, e não sabemos se os caras já fizeram o serviço em algum outro Série 3 E36. Mas o resultado (você gostando ou não da mistura de marcas) parece bem divertido.

Este Uno 1.5R pode ser seu!

Participe!

Clique aqui e veja como

Compartilhe agora