A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Técnica

“Vale a pena pagar mais caro por um SUV diesel, ou compensa pegar a versão flex?” 

Se você já ouviu — ou já fez — essa pergunta, eu tenho algo a te dizer logo de cara: não é o consumo ou o preço de compra quem importam nessa escolha. O que importa é o jeito de usar o carro. Os SUV/picapes diesel não foram feitos como alternativa econômica dentro da linha do fabricante. Eles foram feitos para carregar peso, rodar muito, ou as duas coisas juntas. Os SUV/picapes a gasolina é que foram feitos como uma opção barata para quem não precisa rodar tanto, nem transportar muito peso. O preço de compra é mais barato, você vai rodar menos... no fim das contas, o negócio se equivale ao longo do período normal de propriedade de um carro. No Brasil, contudo, temos uma pequena distorção nos preços dos combustíveis causada por um intervenção estatal histórica nesse setor. Primeiro, somos obrigados a aditivar nossa gasolina com álcool. Começou com 5% nos anos 1930. Oitenta anos depois chegou a 27%. Então o preço da gasolina é influenciado pelo preço do álcool e v

Matérias relacionadas

Os outros segredos do desempenho absurdo da Mercedes nesta temporada de F1

Leonardo Contesini

Um raio-x detalhado do motor do Toyota Supra A90 – será que chega aos 1.000 cv?

Dalmo Hernandes

McLaren 570S: dissecamos o modelo mais acessível da marca até hoje – e o mais novo rival do Porsche 911