FlatOut!
Image default
História Motos

Viúva Negra: o mito e a verdade da Yamaha RD350


O motor dois-tempos não existe mais, praticamente, fora de aplicações miniaturizadas e portáteis como cortadores de grama. Seu tempo passou e foi embora, e mesmo que um dia volte, será algo diferente, outra coisa: o diminuto tamanho pela potência, e o seu som característico acompanhado do cheiro e da fumaça azul, sumiu para sempre. Mas sumiu para sempre em veículos zero km, né? Ainda existem em DKWs e Saabs mundo afora, e em milhares de motos diferentes por aí. Não há motivo para tristeza: existem milhares de opções para conseguir um dois tempos ainda hoje. Só não existem zero km. A Yamaha sempre foi a principal provedora de dois tempos e duas rodas aqui no Brasil. Sim, também é conhecida pelos 4 tempos hoje em dia, como não poderia deixar de ser. Mesmo nos anos 1970, já fabricava motores assim, prevendo um futuro sem dois tempos que parecia inevitável. Mas se a Honda sempre foi a moto de quatro