A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Projetos Gringos

Volvo Amazon Vöx: seis cilindros, turbo e 800 cv — e anda mais que uma Ferrari 599

O nome Mattias Vöcks lhe soa familiar? Talvez, se você for um fã fervoroso de supercarros e, especialmente, da Köenigsegg. Ele é um dos engenheiros da marca e, em 2006 — provavelmente nas horas vagas —, criou um dos projetos de engine swap mais legais que a gente já viu: o Volvo Amazon Vöx, com um seis-em-linha turbinado de 800 cv!

O Volvo Amazon está logo ali, ao lado do P1800, como um dos maiores clássicos da marca sueca, ele foi o segundo na linha de sucessão que traria ao mundo o 850 (e sua versão turbinada) e que, atualmente, é representada pelo V70 de terceira geração. Com suas linhas elegantes, ele não é exatamente o carro que você imagina transformado em um hot rod. Pois é justamente isto que este carro é.

volvo-amazon

Lançado em 1956, o Amazon tinha como característica mais importante o pioneirismo em segurança — foi o primeiro carro a usar cintos de segurança no banco dianteiro como equipamento de série e, anos mais tarde, tornou-se o primeiro carro com cintos de três pontos.

volvo-vox (2)

O Volvo Amazon Vöx começou a vida como uma perua Amazon 1967, e também é um carro bastante seguro — na verdade, bem mais seguro, com bancos e cintos de competição e uma gaiola de proteção completa. Afinal, segurança é essencial em qualquer carro — e ainda mais se for um carro com motor de 800 cv e capaz de vencer uma Ferrari 458 Italia na arrancada. Sério.

volvo-vox (4)

Para tal, é óbvio que os motores de quatro cilindros e 1,6-2 litros oferecidos originalmente no Amazon jamais teriam capacidade. Mattias trocou o motor original de sua Amazon por um seis-em-linha de 2,9 litros turbinado de 799 cv e 99,9 mkgf de torque quando abastecido com etanol E85. Quando foi apresentado no SEMA Show em 2006, o carro tinha 600 cv.

volvo-vox (7)

A transmissão é uma Getrag, manual de seis marchas, e pode ser vista quando se entra no carro — o túnel central foi eliminado e deu lugar uma extensão da gaiola de proteção. A propósito, todo o visual do carro mistura elementos originais, de hot rods e de tuning moderno. Mattias converteu a perua de quatro porta para uma de duas portas para conseguir um visual mais limpo, complementado por peças cromadas, uma pintura cinza-azulada bem brilhante, suspensão rebaixada e rodas BBS “3-piece” de 19 polegadas. É um carro muito agradável de se ver — ainda que possa desagradar alguns mais conservadores.

volvo-vox (3)

Mas o visual é só o começo — tudo aqui tem funcionalidade, a começar pelo já citado motor de 799 cv. Mas a suspensão preparada não serve só para dar ao carro uma postura mais bonita — com sistema McPherson com amortecedores ajustáveis do tipo coilover na dianteira e four-link na traseira, podemos ter certeza de que a dirigibilidade está décadas à frente da época em que este carro foi lançado.

O interior também segue a linha forma+função: tudo é impecavelmente acabado, com bancos forrados de couro vermelho e Alcantara preto, dos tapetes (também de couro) com costura padrão “diamante”, painel de aço escovado e instrumentos modernos.

volvo-vox (8)

Para dar conta de parar o carro, os freios são do Köenigsegg CC8S — AP Racing com discos de 340 mm e pinças de seis pistões na frente e de 315 mm com pinças de quatro pistões na traseira. Os pneus são Falken, de medidas 245/40 na dianteira e 275/30 na traseira.

Infelizmente, o “Volvo mais quente da Suécia” — título conquistado no SEMA 2006 — jamais teve seus dados de desempenho divulgados. Só aquela vitória contra uma Ferrari 458 na arrancada da qual já falamos. Para se ter uma ideia, a 458 vai de 0 a 100 km/h em 3,3 segundos e vira o quarto-de-milha em menos de 11 segundos. Ah, você está esperando o vídeo disso, não é? Aqui está:

Aconteceu em 2011. No ano seguinte, foi a vez de uma 599 — dotada de um V12 de seis litros e 620 cv — sofrer o mesmo tratamento de choque sueco:

Recentemente o carro foi colocado à venda e acabou arrematado pelo piloto de moto Guy Martin, que está com a perua até hoje.

 

Matérias relacionadas

L88: o raríssimo Corvette de 570 cv que a Chevrolet fez em 1967 – e escondeu de todo mundo

Dalmo Hernandes

Traffic Racer  vai transformar seu smartphone em um simulador de rachas

Dalmo Hernandes

Hungria, 1986: os 30 anos do drift de Nelson Piquet em cima de Ayrton Senna

Dalmo Hernandes