A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História Zero a 300

A evolução dos games de corrida, parte 1: os arcades eletromecânicos e os pioneiros eletrônicos

Games de corrida não são uma das formas de entretenimento favoritas dos entusiastas à toa. Eles permitem que você se imagine ao volante de seu carro favorito, te colocam na pele de seus ídolos do automobilismo ou simplesmente fornecem uma boa forma de fugir da realidade por alguns minutos (ou horas, ou mesmo um fim de semana todo). Simuladores ultra-realistas podem ajudar na sua pilotagem – até certo ponto, claro –, e são usados por pilotos profissionais de verdade na hora de memorizar traçados de circuitos pelo mundo. A evolução dos jogos de corrida foi impressionante nos últimos dez anos, tanto em gráficos, quanto em jogabilidade e nos recursos disponíveis nos games. Circuitos de fama mundial são mapeados a laser para tornar suas reproduções virtuais fiéis às versões reais a nível milimétrico de suas versões do mundo real. As desenvolvedoras fazem contratos com fabricantes de automóveis para ajudar na promoção de novos modelos – o Porsche 911 GT2 RS foi apresentado prim

Matérias relacionadas

Mazdaspeed: como uma equipe de corridas dos anos 60 tornou-se a divisão de performance da Mazda

Dalmo Hernandes

Cheetah: o rival peso-pena para o Shelby Cobra que quase ninguém conhece

Dalmo Hernandes

Um Pontiac Trans-Am preparado, um Santa Matilde cupê original, um BMW Série 5 E34 e mais no GT40

Dalmo Hernandes