FlatOut!
Image default
Car Culture

A história do 911 de oito cilindros


“Nothing is so painful to the human mind as a great and sudden change.” Mary Shelley Há mais ou menos sessenta anos, a Porsche já era uma famosa fabricante alemã de carros esporte com motor traseiro. Ainda percebemos ela assim, mas hoje a verdade é ligeiramente diferente. É um fabricante de SUV de luxo, que fabrica alguns carros esporte, para com eles, se destacar da turba; enquanto estiver no ápice do carro esporte, pode vender seus SUV como algo diferente, de uma companhia diferente. Nada de errado nisso, claro: é uma maneira de fazer seus carros esporte ainda existirem. Também há mais ou menos sessenta anos, o que era um carro esporte da Porsche estava firmemente fixado na mente de todo mundo. Um carro pequeno e leve, com motor de quatro cilindros contrapostos, traseiro e refrigerado a ar. Acabara de lançar sua maior evolução: o Carrera 2, com um motor de duplo comando no cabeçote, dois litros e potências de 120 a 155 cv possíveis. Este, o RS daquele tempo, custava quase o dobr