A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Celica GT-4: o ícone esportivo da Toyota que acabou esquecido nos anos 1990

A nostalgia é algo intrigante. Normalmente ela é confundida com a saudade do passado, de "tempos bons que não voltam mais", mas ela não passa de uma idealização de uma época ou lugar, baseada em nossas experiências pessoais ou clichês, quase nunca correspondendo à realidade. Uma "distorção nostálgica" muito recorrente é aquela estética oitentista da música eletrônica (principalmente o Synthwave) em seus cartazes, banners e capas de álbuns, que abusa das aberrações cromáticas nas imagens, dos elementos cromados, do neon e das cores vivas, que deixam tudo com a "cara dos anos 1980". O único problema é que os anos 1980 não foram assim. Faça uma busca no Google com "80s album covers" ou "80s games covers" ou ainda "80s music videos" e compare os resultados. Não há neon, não há aberrações cromáticas. Não há nenhum elemento da atual nostalgia dos anos 1980. Isso é uma idealização baseada em alguns clichês da época. Essa distorção nostálgica também se aplica aos ca

Matérias relacionadas

Quando o Karmann Ghia virou van dos correios

Dalmo Hernandes

O que acontece com seu carro quando você passa por um buraco na pista

Leonardo Contesini

Renault Sandero RS é lançado com motor 2.0 de 150 cv – e ao lado de Fluence GT2 e picape Duster Oroch

Dalmo Hernandes