A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História

Como Henry Ford faliu duas vezes antes de criar a Ford Motor Company

Que época maravilhosa para ser um fabricante de automóveis era aquela, no começo de tudo! Hoje a indústria se apequena por vontade própria, abaixando a cabeça para uma opinião pública mal informada e ranheta, um público cada vez mais desiludido pela interferência estatal dos radares e a superpopulação das cidades grandes, e uma futura legislação que parece estar determinada a banir tudo de bom do automóvel. Mas o mundo, sabemos, não foi sempre assim. O automóvel sempre teve detratores ferrenhos, desde o começo, claro. Em 1903 fazendeiros do Michigan cavaram valas em estradas para parar aquelas máquinas, considerando aquilo certamente algo do demônio, obra do pé-preto em pessoa. Mas eram vozes abafadas por uma realidade inexorável: o automóvel era o futuro. De 1900 a 1910, o automóvel mudou o mundo para melhor, de uma forma decisiva e inegável. Sua indústria era fervilhante, ativa, criativa, criada sem planejamento estatal, sem nenhuma regulamentação para segurá-la, espontaneame

Matérias relacionadas

Autostick: o Fusca com câmbio semi-automático que não tivemos no Brasil

Dalmo Hernandes

Por que Mario Andretti é um dos maiores pilotos de todos os tempos

Dalmo Hernandes

Memórias de Saigon: os carros clássicos que sobrevivem na antiga capital do Vietnã

Dalmo Hernandes