FlatOut!
Image default
Car Culture FlatOut Revival

Expressões automotivas (quase) sempre usadas do jeito errado


Quando você aprende o bê-a-bá da comunicação, uma das primeiras lições é que, resumidamente, para ser eficaz, a mensagem deve ser plenamente decodificada pelo receptor. O exemplo mais banal dessa teoria é uma conversa entre duas pessoas que falam a mesma língua. Você fala "oi" e o receptor que compreende a língua portuguesa entende a mensagem. O emissor é quem fala, a mensagem é a saudação, o código é a língua portuguesa falada, e o receptor é a pessoa a quem você saudou. Se você apenas acenasse com a mão, a mensagem seria a mesma, porém o código seria o gesto manual. Se o receptor fosse espanhol e não entendesse português, ele decodificaria o som de "oi" como "hoy", que é "hoje" em sua língua nativa. E assim a mensagem se perderia. Outro tipo de código de comunicação é a linguagem técnica, criada para que não haja possibilidade de interpretações do termo. É por isso que médicos usam "obstipação" em vez de "prisão de ventre" e é por isso que, ao falar de