A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História

Ferrari Júnior: A breve história da marca Dino

Se existe algo que Enzo Ferrari sabia fazer bem, é cuidar do nome “Ferrari”. Desde os dias em que era apenas uma equipe de competição da Alfa Romeo, sua Scuderia Ferrari sempre foi envolta numa mística de vitória e de algo superior. Não à toa; é uma imagem cuidadosamente cultivada por seu criador. Assim como sua própria imagem; Enzo era o “Papa do Norte”, uma figura sempre observada de longe, à meia-luz, e por trás de óculos escuros. Marlon Brando pode ter tornado esses dramáticos chefões italianos famosos, mas Enzo sem dúvida é inspiração para ele.   Mas independentemente de todo mistério proposital, e toda aura divina cuidadosamente construída durante anos a fio, existia o homem Enzo Ferrari, real, falho como todos nós. O mito fica maior que a pessoa somente depois de sua maior tragédia pessoal, a morte de seu filho Alfredo “Dino” Ferrari, no meio dos anos 1950. Depois da morte de Dino, Enzo fica cada vez mais recluso e dedicado ao trabalho, mais melancólico

Matérias relacionadas

O Panamera não foi o primeiro sedã Porsche de quatro portas

Leonardo Contesini

Este é um dos 57 Ford Fairlane com motor de GT40 que existem no mundo

Dalmo Hernandes

Por que os carros de corrida italianos são vermelhos?

Leonardo Contesini