FlatOut!
Image default
Zero a 300

O futuro Fiat Fastback | o novo Cadillac de Le Mans | Gol volta aos mais vendidos e mais!


Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.                 fiat fastback

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Gol volta ao top 10, Strada segue líder do mercado

Mais um mês encerrado, mais um mês com a picape Fiat Strada na liderança do mercado. Temos estranhos, estes em que uma picape compacta é o carro novo mais vendido, não? Mas acontece, já tivemos um sedã médio como líder por três anos seguidos nos anos 1980, justamente em um período economicamente conturbado como este pós-pandemia. Carros de trabalho são comprados por frotistas e frotistas não podem esperar para renovar ferramentas de trabalho.

Muito da liderança da Fiat Strada se devida à queda no volume de vendas dos outros carros; ainda é um pouco assim, mas no mês passado, em especial, a picape deu um grande salto em relação ao mês anterior, vendendo mais de 11.000 unidades, ante as 7.900 de abril.

Aparentemente foi uma reação do mercado, pois quase todos os carros do “top 10” tiveram um aumento de 20 a 50% nas vendas. O Hyundai HB20, vice-líder, foi um deles, indo de ~6.500 unidades em abril para ~9.600 em maio e reforçando sua posição no mercado. Atrás dele mais dois modelos bem-consolidados em suas respectivas posições: o Fiat Mobi é o terceiro mais vendido e o Chevrolet Onix, o quarto.

Na quinta posição vem a grande surpresa de maio: o Volkswagen Gol, que andava meio sumido, esquecido pela Volkswagen e pelo público, teve um aumento de 734% nas vendas. Saiu de inexpressivas 837 unidades vendidas em abril para 6.980 unidades em junho. O desempenho, contudo, é pontual: o Gol está em final de carreira e teve sua produção paralisada algumas vezes nos últimos meses, o que afetou suas vendas. Com a retomada, os pedidos “represados” foram faturados.

No restante do top 10 nenhuma outra grande surpresa. O Fiat Pulse, que estreou na quinta posição com 5.520 unidades em abril, teve uma pequena queda nas vendas, com ~4.900 unidades em maio, o que o rebaixou para a 13ª posição. O Chevrolet Tracker, que já andou pela tabela dos mais vendidos muitas vezes, voltou e agora é o sexto mais vendido – assumindo o posto de SUV mais vendido em maio, à frente de Hyundai Creta, Jeep Compass e Volkswagen T-Cross, respectivamente.

O primeiro e único sedã da lista é o Chevrolet Onix Plus, que superou o Jeep Renegade por pouco menos de 200 unidades e terminou maio como o décimo carro mais vendido no Brasil. O Jeep Renegade, aliás, vem sofrendo para tracionar: mesmo com o motor turbo ele segue atrás do trio Creta/T-Cross/Tracker.

A lista dos 15 mais vendidos ficou da seguinte forma:

1º Fiat Strada – 11.532
2º Hyundai HB20 – 9.634
3º Fiat Mobi – 7.493
4º Chevrolet Onix – 6.982
5º Volkswagen Gol – 6.980
6º Chevroelt Tracker – 6.564
7º Hyundai Creta – 6.411
8º Volkswagen T-Cross – 6.406
9º Jeep Compass – 5.924
10º Chevrolet Onix Plus – 5.647
11º Jeep Renegade – 5.489
12º Fiat Toro – 5.287
13º Fiat Pulse – 4.950
14º Nissan Kicks – 4.892
15º Toyota Corolla – 4.169

Note que o Gol só ficou atrás do Chevrolet Onix por três unidades, foi um quase-quarto-lugar depois de muito tempo desaparecido da lista. Outra disputa acirrada foi a do Creta com o T-Cross, uma diferença de apenas cinco unidades.

E note também a ausência do Renault Kwid na lista dos 15 mais vendidos: mesmo com as mudanças e com preço competitivo ele não conseguiu embalar a ponto de alcançar o Mobi. Por outro lado, o Fiat é a opção de frotistas, o que pode explicar o desempenho tão superior: enquanto o Mobi vendeu quase 7.500 unidades, o Kwid ficou pouco abaixo das 2.800. (Leo Contesini)

 

Volkswagen divulga mais detalhes da nova Amarok

A Volkswagen segue divulgando novidades da nova geração da Amarok a conta-gotas. Depois daqueles teasers do modelo ultra-estilizado, mostrando apenas o conceito estético do carro, ela agora começou a divulgar detalhes mais concretos.

O primeiro deles, publicado há alguns dias, é uma imagem da tampa traseira, da caçamba, que mostra o nome Amarok gravado em relevo, o emblema do motor V6 e da tração 4-Motion — o que já era esperado.

Agora, veio a imagem do conceito interno do carro, com o Volante mais recente da marca, já ostentando o logotipo atualizado, e um sistema multimídia com tela central verticalizada, aparentemente de 12 polegadas. Por ela, além da “multi-mídia”, será possível controlar/configurar os sistemas de assistência ao motorista, além de outras configurações do carro, como vem se tornando o padrão dos carros modernos.

A nova Amarok chega no próximo dia 7 de julho e, diferentemente do que era previsto inicialmente, ela será produzida apenas na África do Sul e não mais na Argentina. Para o mercado sul-americano, a atual Amarok continuará em produção com uma reestilização para manter-se atualizada e competitiva localmente. (Leo Contesini)

 

Cadillac volta à Le Mans com o protótipo Project GTP Hypercar “Le Monstre”

A Cadillac revelou seu competidor na nova série Le Mans Daytona Hybrid (LMDh), que permitem que o carro corra no Campeonato Mundial de Endurance, bem como na classe GTP da série IMSA americana. Sim, significa que a Cadillac vai voltar à Le Mans.

O Cadillac Project GTP Hypercar competirá contra veículos da Porsche, BMW e Acura em 2023, com Lamborghini e Alpine prontos para se juntar nos anos seguintes. Usando um chassi Dallara – assim como o recém-revelado BMW M Hybrid V8 – o Project GTP Hypercar terá um novo V8 de 5,5 litros DOHC, que funcionará em conjunto com o sistema híbrido do regulamento, que usa um motor elétrico de 49 cv com baterias construídas pela Williams Advanced Engineering integradas a uma caixa de câmbio Xtrac.

O estilo remete ao protótipo DPi-V.R, que corre na IMSA desde 2017 com grande sucesso, enquanto os faróis verticais e os para-choques agressivos remetem aos carros de estrada focados no desempenho da empresa, como o Cadillac CT5-V Blackwing.

Pequenos emblemas atrás dos arcos das rodas dianteiras levam o nome ‘Le Monstre’ em referência ao primeiro protótipo Cadillac Le Mans, que terminou em 11º em Le Mans em 1950.

Cadillac em Le Mans: a primeira vez

O carro deve começar a ser testado neste verão, antes de fazer sua estreia nas corridas no Rolex 24 de 2023 em Daytona. Serão administrados pela Chip Ganassi Racing e Action Express Racing, que atualmente usam o DPi-V.R. O carro correrá em Le Mans em 2023, marcando a primeira tentativa do fabricante na corrida francesa desde 2002, quando um par de protótipos Northstar LMP, apoiados pela fábrica, terminaram em nono e 12º. (MAO)

 

Fiat revela o nome de seu próximo lançamento: Fiat Fastback.

fiat fastback

Segundo a Fiat, o seu novo carro, que se chamará Fiat Fastback, “trará a essência do design italiano feito no Brasil, com linhas e formas que esbanjam esportividade de elegância.” Sei. Não fique animadinho: apesar da tradição Fiat de carros bem temperados, e o nome Fastback evocar coisas bonitas e esportivas, certamente será um exemplar da corrente moda de SUV-cupê. Uma mistura genética comum hoje em dia, de teto inexplicavelmente fastback num carro alto de pneus grandes.

O Projeto 376, que de agora em diante conheceremos como Fiat Fastback, é baseado na plataforma MLA do Pulse. Que é na verdade uma evolução da MP1 do Argo e Cronos. Será posicionado acima do Pulse, e por isso contará com a miríade de equipamentos eletrônicos que torna o hatch de salto alto/SUV pequeno da Fiat tão atrativo para o grande público (mas insuportavelmente irritante para outros): start-stop, alerta de saída de faixa e alerta de colisão.

O Fiat fastback Concept

Manterá a conectividade do Pulse, também: painel de instrumentos digital de 7”, central multimídia com tela de 10,1” com Android Auto e Apple CarPlay sem fio e o sistema ConnectMe, permitindo usar um aplicativo no celular para ligar o motor ou travar as portas.

O Fastback terá o 1.0 turbo de 130 cv e 20,4 kgfm nas versões mais baratas, com câmbio CVT de 7 marchas simuladas, ou opcionalmente o 1.3 turbo de 175 cv e 27,5 kgfm, com transmissão automática de 6 marchas. O preço inicial deve ficar próximo de R$ 120 mil, ou seja, abaixo do Jeep Renegade, que é da mesma empresa. A Fiat promete o lançamento para o “segundo semestre deste ano”. (MAO)

 

Porsche e Puma colaboram em um novo produto

Porsche e Puma anunciaram uma colaboração. Não, não é um Puma GT 1500 1968 modernizado e com motor Porsche, infelizmente. É um tênis. Sim, a OUTRA Puma. Sacou?

A colaboração, na verdade, é parte das comemorações de 50 anos do lançamento do Porsche 911 Carrera RS 2.7. Para celebrar esse legado, a Puma criou o Puma x Porsche Suede RS 2.7, que será limitado a apenas 500 exemplares por cor. Supostamente, essa produção em série restrita é uma homenagem ao carro, do qual a Porsche teria feito apenas 500 para atender aos regulamentos de homologação do Grupo 4. Só que foram fabricados exatamente 1580 unidades do Carrera RS 2.7 (esquecendo os 49 RSR de competição com 300cv), então não entendi lhufas. Mas enfim…

Os sapatos são oferecidos em 10 cores inspiradas nas opções de pintura disponíveis para os clientes do 911 Carrera RS 2.7 nos anos 70. Oito das combinações de cores dos sapatos estarão disponíveis em todo o mundo, enquanto os sapatos laranja e preto serão vendidos exclusivamente na Holanda e o par branco e preto será oferecido exclusivamente aos clientes japoneses. Um sapato JDM.

Além das cores, os sapatos também receberão um motivo RS 2.7 na parte de trás e nas laterais do calcanhar estão o nome da Porsche e uma inscrição identificando-os como um dos 500 sapatos de edição limitada. Por dentro, a palmilha tem a imagem de um Porsche 911 Carrera RS 2.7 impressa. Não vende só a caixa? Queria a caixa só…

Na França, o Puma x Porsche Suede RS 2.7 é vendido por € 120 (R$ 625,20). Mas incluso neste preço está entrada gratuita no Museu da Porsche até o final de 2022. Não está claro se esta entrada é condicional ao uso dos sapatos na visita; de qualquer forma, uma nova maneira de mostrar ao exterior que você é um fã dos carros de Stuttgart. E da Puma. Não, não essa Puma, a outra. Não, pera… Ein? (MAO)

 


Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicos, histórias de carros e pilotos, avaliações e muito mais!

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: 30% OFF na loja durante a 3ª temporada do Goodguys, acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, participação no nosso grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!). Exponha ou anuncie até sete carros no GT40 e ainda ganhe descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$ 26,90 / mês

ou

Ganhe R$ 53,80 de
desconto no plano anual
(pague só 10 dos 12 meses)

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura básico. 15% OFF na loja durante a 3ª temporada do Goodguys, acesse todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de poder expor ou anunciar até três carros no GT402.

R$ 14,90 / mês

ou

Ganhe R$ 29,80 de
desconto no plano anual
(pague só 10 dos 12 meses)

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

ESTA Chevy GMC 500 2.0 16V Turbo
PODE SER SUA!

Clique aqui e veja como