FlatOut!
Image default
História

VW Tecno e Tecno II: o futuro da VW em 1984


“Depois da rápida verificação de comportamento a velocidades mais altas, divertimo-nos, agora muito mais à vontade, com o desempenho do carro em curvas seguidas, tipo "SS"" constantes. Consegui sentir, através da coluna cervical, os largos pneus P-6 "cavocando" o asfalto em sincronia com os pneus dianteiros e tornando o comportamento do carro totalmente diverso (e infinitamente melhor) do que no caso de um Santana convencional, com tração apenas nas duas rodas dianteiras; aliás, não apenas um Santana convencional, mas qualquer carro de tração dianteira que conheci até hoje, aqui ou no Exterior. Os limites do VW Tecno II são realmente altíssimos. A sensação de paz, tranquilidade e segurança, a qualquer velocidade, é nitidamente superior à oferecida por um veículo convencional.” – José Luiz Vieira, Motor 3 de janeiro de 1985. Os anos 1980 foram anos especiais para a indústria brasileira. Ainda estávamos isolados do exterior, sim, mas talvez por isso mesmo, nos desenvo