FlatOut!
Image default
Técnica

Fiesta/Ka Duratec: guia do swap


Em pouco mais de 100 anos construindo automóveis no Brasil, a Ford tomou várias decisões um tanto incompreensíveis para o público fiel à marca. Vários segmentos nos quais a marca se destacava, foram simplesmente abandonados e entregues em uma bandeja de prata, ladeada por canapés e acompanhada por espumantes demi-sec, aos concorrentes. Foi assim com o segmento das picapes compactas, onde a Ford foi muito bem-sucedida desde o lançamento da Pampa, e conseguiu manter a bola em jogo com a Courier. Até o dia em que decide tirá-la de linha, apesar da demanda. Até hoje a picape do Fiesta é um modelo valorizado no segmento de usados. Antes disso, vimos a Ford largar os esportivos. Houve o lapso do Ka XR, que logo se tornou um gêmeo com roupa de atleta do Ka Action e o Ka Sport, que era uma forma de agregar valor ao antigo Ka 1.6, que deixou de ser oferecido como modelo comportado naquele ano. Mas fora isso, a Ford simplesmente abandonou a briga contra o Gol GTi, o que a tirou da jogada contra o Golf