FlatOut!
Image default
Zero a 300

Nova Ford SuperVan tem 2.000 cv | o fim do Ford Focus | escape do Corolla Cross vira caso da Justiça e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Nova Ford Supervan tem 2.000 cv

Ford Pro Electric SuperVan é o nome do carro que tirou a Ford Transit dos bastidores de Goodwood para colocá-la no palco principal do Festival of Speed. Não é para menos: ela é a Transit criada para dar continuidade a uma tradição de meio século da Ford, as Supervans.

Nós já contamos a história delas aqui: nos anos 1960 a Ford pegou um GT40 e colocou uma carroceria de Transit em cima. Desde então, a van com desempenho de supercarro se tornou um modelo promocional para a divisão de comerciais da Ford. Agora, na era dos elétricos — e considerando que a Transit é um veículo de carga majoritariamente urbano —, era de se esperar que ela tivesse um motor elétrico.

Na verdade não é um, mas quatro motores elétricos que, juntos, produzem nada menos que 2.000 cv. Com tração integral, a nova SuperVan vai do zero aos 100 km/h em menos de 2 segundos. Ouviu isso, Elon Musk Plaid Mode Ludicrous?

O modelo foi feito pela STARD Motorsport sob encomenda da Ford, e será pilotado na subida de Goodwood por Romain Dumas como parte da divulgação comercial da linha 2023 da E-Transit. Diferentemente das suas antecessoras, esta SuperVan usa realmente a plataforma da E-Transit (na verdade o assoalho, onde devem estar as baterias).

Já o restante da carroceria é basicamente uma evolução das antecessoras, com saias, tomadas de ar enormes nas laterais e asa/spoiler traseiro. Até mesmo os arcobotantes do GT estão ali, na traseira, em uma referência à origem da primeira Supervan, talvez.

 

Escape do Toyota Corolla Cross vira caso na Justiça

Vejam só onde chegamos… o Ministério da Justiça decidiu investigar a solução da Toyota para o escape aparente do Corolla Cross.

A medida é da Secretaria Nacional do Consumidor, a Senacon, que notificou a fabricante depois de “publicações na internet e reclamações de consumidores nas redes sociais” sobre a qualidade dos componentes usados nos modelos vendidos no Brasil.

Segundo a Senacon, a intenção é esclarecer a motivação desta “suposta diferença de qualidade, performance e estética” dos componentes usados no Brasil em relação à dos modelos vendidos na Europa e América do Norte, sem que essa suposta qualidade inferior reflita no custo de venda do carro. A apuração inclui ainda a solução encontrada pela Toyota ao pintar parcialmente de preto o abafador do escape, em uma tentativa de torná-lo menos destacado na traseira.

Ao mesmo tempo, uma busca rápida no site Reclame Aqui (o “Procon” privado do Brasil), mostra que há 4.215 reclamações registradas contra a Toyota, mas apenas duas se referem à qualidade do escape do Corolla Cross. Além disso, o modelo é o carro-chefe da marca no Brasil atualmente, com mais de 15.000 unidades vendidas desde janeiro de 2022, o que lhe garantiu a vice-liderança entre os SUV médio-compactos, atrás apenas do Jeep Compass.

Há uma clara contradição entre a insatisfação do público, citada pela Senacon, e o desempenho comercial do carro e registros de reclamação. Note que a Senacon não mencionou processos nos Juizados Especiais Cíveis, nem Procon ou algo de caráter legal, limitando-se a mencionar a praça pública digital que são as redes sociais. O Reclame Aqui, que exige comprovação da condição de consumidor da marca para reclamação, tampouco demonstra insatisfação dos consumidores da Toyota e do Corolla Cross.

Diante disso, pergunto humildemente: seria realmente o caso de interferência da Senacon? O produto precisa satisfazer o gosto das pessoas em geral, ou daqueles que optaram por comprá-lo? Deixo a reflexão para os leitores.

Quanto ao caso da Senacon, a Toyota tem 10 dias para se manifestar, e já declarou publicamente que irá prestar os esclarecimentos. (Leo Contesini)

 

Ford Focus deixará de ser produzido em 2025

Eu fui um fã ardoroso da primeira geração do Focus; principalmente depois que recebeu o motor nacional 1,6 litros Rocam e assim ficou um hatch médio com preço de hatch pequeno. Gostei tanto que comprei dois deles zero km: um prata em 2006 e outro preto em 2010, este último resto de estoque pois a produção acabou em 2009.

Eu devia então ficar triste com o fim do carro. Sim, o fim do Focus foi anunciado. Em uma entrevista, o chefe da Ford Europa Stuart Rowley confirmou o fim planejado do Focus para 2025. Parece que o futuro da fábrica de Saarlouis na Alemanha, onde é produzido, é incerto, pois admite que não encontrou uma solução para manter a fábrica em funcionamento após o término do carro em cerca de três anos.

É o fim, pero no mucho: tanto o Mondeo quanto o Focus também são fabricados na China para o mercado local. Mas é um fim anunciado: na Inglaterra, por exemplo, o Focus, que por muito tempo foi o carro mais vendido da Grã-Bretanha, saiu do top 10 nos primeiros cinco meses do ano, depois de seu lugar ocupado pelo segundo colocado Ford Puma e sétimo colocado Ford Kuga, ambos SUVs. O motivo oficial da Ford é “para se concentrar em elétricos”, algo que parece ser o motivo declarado para tudo nessa indústria hoje em dia, das tragédias aos sucessos.

Então vamos levantar nossas taças a mais este companheiro perdido. Vai fazer falta? Não o Focus em si; há muito era apenas mais um hatchback, longe da revolução do primeiro carro. Fiquei triste em 2009 quando o Mk1 acabou; agora não mais. O gênero, de hatches médios que podemos comprar, porém, fará uma falta danada. Desses carros, sentiremos falta.

Mas enfim, assim é a vida, cheia de fins; não se pode parar por isso. Goodbye e Godspeed, Ford Focus! (MAO)

 

Cadillac divulga novos teasers do supersedã Celestiq

Quando a Cadillac para para fazer um super-sedã de luxo, normalmente é algo realmente especial, um clássico instantâneo, um divisor de águas. Acontece poucas vezes. A primeira foi em 1930 quando lançou o fabuloso V16. A segunda foi em 1957 com outro mega-sedã feito a mão inesquecível: o Eldorado Brougham. Agora, 65 anos depois, parece que a mágica vai acontecer novamente.

O Cadillac Celestiq promete algo realmente ultraluxuoso, exclusivo, e de altíssimo desempenho. Será produzido não numa fábrica normal, mas sim construído à mão no Warren Tech Center. Será baseado na plataforma Ultium, a mesma do Cadillac Lyric e GMC Hummer EV.

A GM está mantendo os detalhes em segredo, mas disse que o conceito se baseia na “herança de 120 anos da Cadillac” para estabelecer “novos padrões de artesanato e tecnologia excepcionais”. A empresa passou a descrever o interior como “aberto e espaçoso” com “detalhes meticulosos sobrepostos em um design de ponta limpo”.

O gerente de design de interiores da Cadillac, Tristan Murphy, acrescentou: “O exterior e o interior do Celestiq foram projetados juntos para refletir uma visão holística do que o luxo americano pode ser. Com o Celestiq, criamos um nível ainda mais alto de artesanato, o que nos permite adicionar essa bela sensação de movimento pela cabine.” Os teasers divulgados são as únicas dicas do novo supercadillac.

Um novo supersedã Cadillac. Elétrico ou não, mal posso esperar. (MAO)

 

Este é o novo Defender da Osprey

A Osprey é uma empresa americana, que desde 2013 se especializou em algo lógico: colocar o famoso Chevrolet V8 LS3 de 6,3 litros em Land Rover Defender. “Consertando” os Land Rover, diriam alguns.

A empresa revelou seu mais novo Land Rover Defender restomod, desta vez transformando um modelo 90 soft-top em um veículo tão adequado para off-road quanto para passeios calmos pela rua Oscar Freire ou Rodeo Drive.

O carro é completamente refeito, e debaixo do teto de tecido está uma gaiola tubular pintada de preto. A capota em si é também exclusiva, de preço e qualidade muito superior à original. O interior também é muito mais bem equipado do que um Defender normal. Por exemplo, agora tem pára-brisa aquecido e bancos dianteiros aquecidos. Um sistema de infotainment de 7 polegadas com Apple CarPlay e Android Auto sem fio. O sistema de áudio tem oito alto-falantes da Rockford Fosgate.

É claro também que leva um motor LS3 V8 de 6,2 litros naturalmente aspirado que produz 435 cv. Juntamente com o V8 vem uma transmissão automática de seis velocidades e uma caixa de transferência heavy-duty LT230. Radiador de alumínio Grin com ventiladores elétricos, e toda linha de fluidos com mangueiras Aeroquip reforçadas. Ais dois eixos são substituídos por unidades mais parrudas.

A empresa ainda não divulgou o preço deste novo modelo, mas você já sabe: se você precisa saber o preço… (MAO)

 

BMW M3 Touring é o novo safety car da MotoGP

Ok, BMW, a gente sabe que você quer espaço na mídia neste aniversário de 50 anos da BMW M, mas não dá pra esperar uns dias para divulgar uma informação nova? Ou divulgar tudo de uma só vez? Ontem mesmo vocês apresentaram a M3 Touring. Será que não dava para dizer que, além de tudo, ela “orgulhosamente será o safety car da MotoGP”?

Especialmente porque tudo o que há para ser dito sobre ela é o que pode ser visto nas fotos: a decoração comemorativa, as luzes e só. (Leo Contesini)


Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicos, histórias de carros e pilotos, avaliações e muito mais!

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: 30% OFF na loja, acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, participação no nosso grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!). Exponha ou anuncie até sete carros no GT40 e ainda ganhe descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$ 26,90 / mês

ou

Ganhe R$ 53,80 de
desconto no plano anual
(pague só 10 dos 12 meses)

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura básico. 15% OFF na loja, acesse todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de poder expor ou anunciar até três carros no GT402.

R$ 14,90 / mês

ou

Ganhe R$ 29,80 de
desconto no plano anual
(pague só 10 dos 12 meses)

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.