A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Ícones dos anos 1990: Porsche 911 993

“Nenhum outro carro tem uma identificação com a marca tão forte, e nem suas qualidades dinâmicas e sensoriais. Representa o que há de melhor nos primeiros 100 anos do automóvel. Não devemos fazer algo novo e diferente. Em vez disso, devemos fazer o 911 melhor. “– Dr. Ulrich Bez. Parece incrível olhando de hoje, mas quando os anos 1990 começam, a Porsche enfrentava a maior crise de sua história. Uma série de fatores combinados provocou o equivalente a uma tempestade perfeita na companhia. A empresa gastava uma fortuna desde o fim dos anos 1970 em produtos totalmente novos, carros em que acreditava estar o futuro do carro esporte: motor dianteiro, transeixo traseiro, refrigerados a água. O 924 e o 944 de quatro cilindros, e o 928, com seu moderno V8. Mas ambos os carros não se mostraram capazes de resfriar as vendas de quem vieram substituir: o 911. O 911 então era uma re

Matérias relacionadas

O mundo automotivo menos feio: a história e o fim do Mitsuoka Orochi

Dalmo Hernandes

Como era o mundo quando o Chevrolet Classic foi lançado (e ainda se chamava Corsa Sedan)?

Leonardo Contesini

800 cv, sete litros e dois compressores: este é o Cobra mais radical feito por Carroll Shelby

Leonardo Contesini