FlatOut!
Image default
Zero a 300

O Lamborghini de Le Mans | o Fiorino da Peugeot | o Porsche “Pink Pig” de Ken Block e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco. fiorino da peugeot

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Um Lamborghini para Le Mans

A essa altura de 2022 não é novidade que a Lamborghini anunciou sua participação na categoria LMDh, que irá “substituir” a Hypercar a partir do ano que vem, depois da convergência de regulamentos entre Daytona e Le Mans, que irá unificar os protótipos GTP americanos e os Hypercar euro-asiáticos.

Além dela, a Toyota, a Peugeot, a Porsche e a Ferrari também anunciaram seu retorno à categoria. Já demos uma espiada no Porsche e na Peugeot, a Toyota já está por aí, e a Ferrari ainda faz mistério. Agora, a Lamborghini divulgou seu primeiro teaser do carro que veremos nas pistas a partir do próximo ano.

O modelo ainda está em desenvolvimento, claro, e não tem nome oficial. Tudo o que eles mostram é que ele terá a silhueta de todo Lamborghini de motor central-traseiro lançado desde o Countach, com a frente truncada, curta, e a traseira alongada, tudo sob o perfil de cunha.

Como a categoria envolve carros híbridos (LMDh significa Le Mans Daytona hybrid), apesar de querer muito ver um V12 híbrido na traseira deste protótipo, é muito provável que ele acabe equipado com um V8 biturbo combinado aos motores elétricos para o sistema de tração integral, praticamente obrigatório para quem quer ter chance de vencer em Mans atualmente.

Ferrari, Lamborghini, Peugeot, Toyota, Porsche e Glickenhaus. Nada mal para uma categoria que quase morreu de inanição, não é mesmo? E há quem diga que o futuro dos carros e do automobilismo é “sombrio”. (Leo Contesini)

 

O Fiorino da Peugeot: este é o novo Peugeot Partner Rapid

Peugeot Partner Rapid fiorino da peugeot

Para tristeza do MAO, a Peugeot parou de produzir a Partner/Berlingo. O modelo já tinha mais de 20 anos de estrada e não atraía mais os frotistas e comerciantes/industriários que precisavam de um modelo de carga robusto e confiável — especialmente em termos de valor financeiro.

Além disso, se há um produto mais bem-aceito pelo público no portfólio da marca, faz muito mais sentido usá-lo, não?

Peugeot Partner Rapid fiorino da peugeot

E foi o que a Peugeot fez: ela pegou o Fiorino, que agora é do mesmo grupo (Stellantis, lembra?), colocou o leão na grade, fez umas mudanças aqui e ali, instalou uns itens de conveniência que o Fiorino não tem e preencheu algumas lacunas deixadas pela Fiat. Agora, quem quiser um Fiorino pode dar uma olhada no Partner Rapid e, se gostar, a Peugeot fez uma venda que não faria com a antiga Partner. Grande sacada, não?

Na prática o Peugeot Partner Rapid atende quem procura um Fiorino mais barato ou um Fiorino mais completo.

Isso, porque a versão de entrada do Fiorino da Peugeot, digo, do Peugeot Partner Rapid é mais barata que a versão de entrada do Fiorino — o Peugeot custa R$ 8.300 a manos! — e a versão de topo é melhor equipada que a do Fiorino, com DRL, repetidor de setas nos retrovisores e piso revestido no baú, assistente de partida em rampa e alerta de colisão traseira.

Peugeot Partner Rapid fiorino da peugeot

E mesmo nesta versão de topo, a Business Pack, o Peugeot ainda é R$ 3.600 mais barato que o Fiorino.

O carro, evidentemente, é feito na mesma fábrica da Fiat, mudando apenas para-choques dianteiro, grade e emblemas, além dos itens diferenciados. O motor é o 1.4 Evo flex, com 86 cv e 12,2 kgfm/84 cv e 11,8 kgfm (etanol/gasolina). A capacidade de carga também é a mesma: 650 kg.

Peugeot Partner Rapid fiorino da peugeot

O Peugeot Partner Rapid parte de R$ 101.390 e vai aos R$ 106.090. O modelo tem planos de financiamento especiais para pessoa jurídica e atendimento especial para clientes corporativos, como de praxe no segmento de veículos comerciais. (Leo Contesini)

 

Atualização do BMW série 3 deve ocorrer em breve

A BMW anunciou ontem em suas redes sociais que o novo série 3 está “chegando em breve”. A frase, que é literalmente tudo que ela informou, é acompanhada de uma imagem de um carro no escuro, com a luz de posição em LED acesa.

Como bem se sabe, não é um novo série 3; é o mesmo série 3 de hoje, com a sua esperada repaginada, que ocorre sempre no meio da vida da geração corrente. Como o M3 CSL está programado para 20 de maio, e o M3 Touring para junho, imagina-se que o facelift deva chegar antes de ambos. O que significa muito breve de verdade.

Mesmo porque acredita-se que o carro já apareceu de forma completa. A BMW estreou oficialmente o novo sedã i3 para a China no final de março, apostamos um doce de goiaba que é o mesmo carro. A assinatura da iluminação, pelo menos, é.

O BMW i3 para a China

São esperadas mudanças no interior, também, e essas ainda não foram mostradas, visto que as fotos do i3 chinês são apenas externas. Esperam-se algumas atualizações significativas. Um grande display curvo semelhante ao iX deve certamente acontecer.

Dada a rápida evolução da tecnologia, as atualizações de software provavelmente também fazem parte do plano da BMW para o novo Série 3. O resumo é que esperamos novos software, mas muito pouco hardware mudado. Como no seu micro pessoal. (MAO)

 

Este é o Brabus 900 XLP

Para os bilionários amantes do aparentemente imortal Mercedes-Benz Geländewagen, as opções parecem hoje quase infinitas; aparentemente quase todo dia uma nova variação da carruagem preferida para enfrentar o apocalipse zumbi com classe e prestígio parece aparecer.

A AMG, mesmo tendo criado versões com seis rodas e eixos-portal para o jipe militar transformado em vitrine de beautiful people, parece não ser mais o principal provedor de excesso fora de estrada que nunca anda fora de estrada.

Agora é a Brabus que tem mais versões francamente ultrajantes do caixote mais quadrado do que o container marítimo que o trouxe até aqui.

Agora é hora da Brabus dar uma renovada no seu mais popular G: o Brabus 800 Adventure XLP, lançado no início de 2020. A mudança, aqui, é basicamente mais potência.

Afinal, se você tem um G transformado em picape negra com interior que parece uma catedral ao bling, não ficará muito tempo satisfeito com apenas 789 cv. Mais, para você, é sempre melhor.

Agora, o V8 tem seu deslocamento aumentado para 4,4 litros, pois quatro litros é limite de imposto na China, e imposto significa só grana; é até mal-educado falar e pensar em algo tão vil. Os turbocompressores são trocados (por um par maior, claro), e o escape é todo novo.

Agora são quase 900 cv:  888 cv. O torque? A Brabus devia dizer 105 mkgf, mas prefere a hipérbole: são 125 mkgf, eletronicamente limitado ao valor menor para “preservar longevidade do drivetrain”.

Que novidade! Se você não sabe, as potências maiores que 400 cv só se tornaram normais hoje em dia porque só aparecem, eletronicamente monitoradas, quando a transmissão pode aguentá-la. Em todo carro. Tipo, em quinta marcha a mais de 120 km/h…

Mas enfim, essa picape-SUV-jipe que parece um prédio móvel é capaz de fazer o 0 a 100 km/h em apenas 4,4 segundos.  A velocidade máxima é limitada a 210 km/h, por causa dos pneus todo-o-terreno. Que são Pirelli Scorpion ATR medindo 325/55 R22, em rodas forjadas de 22 polegadas da Brabus.

O nome agora é 900 XLP, obviamente. Sua capacidade fora de estrada é ainda mais incrível que a do G normal: uma enorme distância ao solo de 490 mm graças aos eixos portal. A Brabus alargou a largura total em 116 mm, e o comprimento até 5310 mm, ou 689 mm a mais que o G63 AMG.

Apenas dez carros serão feitos, e se você precisa saber dados tão banais como preço, saiba que cada um deles custará, na Europa, € 658.625. Isso são R$ 3.451.195,00 a valores atuais do Euro. Mais ou menos o dobro disso entregue aqui no Brasil, novinho e emplacado. Corre que são só dez, e esse tipo de coisa acaba rápido… (MAO)

 

Conheça o Hoonipigasus, o Porsche 911 de Ken Block para o Pikes Peak

O piloto, youtuber e stuntman americano Ken Block mostrou esta semana o Hoonipigasus, como sempre uma estranha e psicodélica criação de mais de mil cavalos, agora Baseado num Porsche 911. Com ele, vai disputar a famosa subida de montanha de Pikes Peak em junho.

O carro é baseado num Porsche de verdade, neste caso um Porsche 912 de quatro cilindros, mas foi radicalmente modificado para o evento pela equipe da Hoonigan Racing de Block, junto com o especialista em Porsche BBi Autosport, que conquistou várias vitórias de classe no evento ao longo dos anos.

O carro, que está em construção há quase uma década, foi completamente redesenhado, com um enorme splitter dianteiro e asa traseira alta ajudando a mantê-lo no chão. As rodas traseiras foram movidas mais para fora e mais para trás, enquanto a traseira exposta deixa o maquinário exótico exposto.

Não deixe a aparência de carro antigo lhe enganar, porém: é um carro de tração nas quatro rodas, motor central, e 1400 cv de um seis cilindros contraposto com dois turbos e 4 litros. O peso total é de 990 kg.

A pintura é do “artista de rua” “Trouble” Trevor Andrew, e é uma homenagem ao 1971 917/20 conhecido como “Pink Pig”. O restante vem de uma parceria com a Mobil 1, que patrocina a empreitada, empresta expertise em óleo, e ajuda a nomear o carro com o seu tradicional logotipo de Pegasus vermelho na lateral.

No ano passado, a vitória geral em Pikes Peak foi para um protótipo Wolf GB08. Block, que pretende ganhar o evento, também estará perseguindo o recorde de tempo da subida, que é de 7:57.148, conseguido em um Volkswagen I.D. totalmente elétrico.

O “Pikes Peak International Hill Climb 2022” será realizado em 26 de junho. Block e o “Hoonipigasus” estarão entre os favoritos. (MAO)


Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicos, histórias de carros e pilotos, avaliações e muito mais!

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: 30% OFF na loja, acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, participação no nosso grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!). Exponha ou anuncie até sete carros no GT40 e ainda ganhe descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$ 26,90 / mês

ou

Ganhe R$ 53,80 de
desconto no plano anual
(pague só 10 dos 12 meses)

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura básico. 15% OFF na loja, acesse todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de poder expor ou anunciar até três carros no GT402.

R$ 14,90 / mês

ou

Ganhe R$ 29,80 de
desconto no plano anual
(pague só 10 dos 12 meses)

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.