A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Pensatas

O que está acontecendo com a indústria automobilística nacional?

"Quem acabou com o automóvel foi o navio.” – LJK Setright Sim, é uma afirmação maluca, esta. Impossível imaginar um mundo onde carros nunca fossem exportados. Mas o que o barbudo judeu fundamentalista inglês LJK Setright, talvez o mais erudito escritor a se debruçar sobre o tema “automóvel”, queria dizer aqui é claro. Os carros costumavam ter mais personalidade, eram mais amados, quando eram projetados, fabricados e vendidos em um mesmo lugar. É uma questão importante de lembrarmos hoje, mesmo quinze anos depois da morte de Setright. Algo que acredito estar no cerne do que torna a paixão pelo automóvel uma coisa cada vez mais rara: o sumiço da diferenciação entre os carros. Há muito tempo atrás, nesta nossa galáxia mesmo, carros carregavam consigo a personalidade do país de que vieram. Carros italianos eram pequenos, nervosos, cheio de brio e espírito competitivo. Americanos eram grandes, suaves, potentes e confortáveis. Alemães eram sólidos e bem projetados, e não mu

Matérias relacionadas

Precisamos falar sobre as tais peças “réplica”

Juliano Barata

Por que o banimento dos carros das cidades pode ser uma ameaça à sua liberdade?

Leonardo Contesini

A solução para os congestionamentos não será abrir ruas nem investir em transporte coletivo

Leonardo Contesini