A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Sessão da manhã

Pegue uma carona alucinante no Subaru WRX STI recordista do circuito da Ilha de Man

Parece que a Subaru ouviu nossos lamentos e decidiu divulgar o vídeo onboard da espetacular volta de Mark Higgins pelo circuito da Ilha de Man! Se você quer saber como é andar a 267 km/h em um dos circuitos mais perigosos do planeta, esta é sua chance! Tem coragem?

O WRX STI de Higgins foi ligeiramente modificado com gaiola de proteção, novas pinças de freio e amortecedores mais resistentes — segundo a Subaru por óbvias razões de segurança. Contudo, talvez tenha sido por desencargo de consciência — nos 22 minutos de vídeo não faltam trechos que deixam bem claro que, caso algo desse errado (um pouso mal calculado, uma curva mal planejada), o acidente resultante seria fatal.

??????????????????????????????????

E não só para o piloto: em vários pontos do circuito a multidão estava na beira da pista para ver e ouvir o STI de perto. Do ponto de vista de Higgins, eram só várias cabecinhas borradas — imagine, então, o desastre que seria se o carro escapasse da pista e fosse para cima do público (como aos 8:30 do vídeo, quando ele faz uma curva à direita com o pé embaixo a 140 mph, ou 225 km/h). Na verdade é melhor nem pensar nisso — muito melhor é tomar esta aula de pilotagem, com direito a velocímetro e monitor cardíaco em tempo real.

 

Muito melhor é se concentrar na pilotagem precisa e calculada de Higgins — que comenta no vídeo e conhece o circuito, as curvas e cada um dos movimentos que seu corpo realizou para controlar o Subaru WRX STI 2015 com maestria ao longo dos 60 km e mais de 200 curvas do Snaefell Mountain Course.

O vídeo abaixo traz alguns detalhes interessantes sobre o WRX STI recordista. Além das modificações de segurança, o carro também teve a assistência elétrica da direção trocada por um sistema convencional de direção hidráulica — para que o piloto tivesse maior feedback sobre o piso acidentado — e o módulo de controle do motor teve o limitador de velocidade retirado.

Dominick Infante, gerente de produto da Subaru, explica que os carros vendidos no mercado tem velocidade limitada a 250 km/h por questão de segurança — algo que talvez não signifique muito para alguém que se dispõe a quebrar um recorde em Manx.

Agora, dizem que a volta seria ainda mais rápida se os colhões de Mark Higgins não fossem gigantescos e feitos de adamantium

subaru-wrx-sti-isle-of-man-record-007-1

Matérias relacionadas

Para quem acha que já viu de tudo: este é o Lamborghini Murciélago de drift de Daigo Saito

Dalmo Hernandes

Este Fiat 126 com motor Suzuki mostra como os italianos se divertem nos alpes da Sicília

Dalmo Hernandes

Este Ford GT de mais de 2.000 cv chegou a 440 km/h em uma milha e quase quebrou um dinamômetro

Dalmo Hernandes