A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Mercado e Indústria

Qual o futuro da Ford no Brasil?

Há quase um ano e meio, quando a Ford anunciou o fim do Fiesta e de seus caminhões no Brasil, fiz uma reflexão sobre os equívocos em série que a fabricante cometeu no Brasil em uma tentativa e entender como ela chegou à sua atual situação. Você pode ler o texto neste link, mas em resumo, ela nunca pareceu preocupada em oferecer um produto melhor que o dos rivais e, quando fez isso, não se preocupou em dar continuidade a ele. Dois casos são emblemáticos: o Del Rey e a Courier. O primeiro, nunca passou de um Corcel "hardtop", curto demais, simples demais, fraco demais e antigo demais para enfrentar os modernos Santana e Monza. O segundo, chegou a liderar o segmento, mas quando seu irmão de plataforma, o Ka de segunda geração, deixou de ser produzido em 2013, a picape foi junto embora sem deixar uma substituta. Ou seja: a Ford simplesmente abandonou o jogo que estava ganhando para não arriscar demais com uma eventual sucessora. Foi uma decisão estratégica? Certamente. Mas considerando

Matérias relacionadas

As novas regras da gasolina brasileira vão realmente aumentar sua qualidade?

Leonardo Contesini

Os carros mais econômicos do Brasil em 2017

Dalmo Hernandes

Os sedãs compactos que menos cobram por pouco peso e mais potência são…

Gustavo Henrique Ruffo