A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Pensatas

Qual será o futuro dos supercarros?

Todo mundo sabe que prever futuro é impossível para quem não tem uma bola de cristal bem calibrada, mas tal coisa não impede a maioria das pessoas de tentar. Um exemplo claro aconteceu na apresentação do GMA T.50 semana passada: repetindo Gordon Murray, criador do carro, todos nós dissemos que este é “o último supercarro analógico”. Definitivamente, como já disseram, "o futuro já não é mais o que costumava ser." Tal coisa vem do fato de que as legislações, principalmente europeias, caminham para restringir o uso de carros com motor à combustão interna nas cidades, abrindo caminho para um futuro totalmente elétrico. Isto devia ser suficiente para fazer todo mundo abandonar as cidades, ou mesmo a Europa, mas não, apenas faz esse clima de fim de mundo generalizado, e estas previsões de último disso e último daquilo. Mas o mundo é mais que essa gaiola de loucas que se instalou no Velho Mundo, e as notícias do fim me parecem bem exageradas. No caso dos supercarros, quem tem dinheiro

Matérias relacionadas

Over restoration: alguns carros de concursos de elegância podem ser mais customizados do que fazem entender

Juliano Barata

Por que comprar carro zero-quilômetro ainda é uma boa ideia?

Marco Antônio Oliveira

O que a Kia pode aprender com os acertos da Hyundai?

Dalmo Hernandes