A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Quando a Chevrolet Zafira foi transformada em um Subaru

Motor boxer e tração integral são as duas características principais que você espera encontrar em um carro feito pela Subaru. Mas este carro aí acima, o Subaru Traviq, não tinha nada disso: seu motor tinha quatro cilindros enfileirados em pé, seu câmbio estava ligado apenas às rodas dianteiras e a única semelhança com outros modelos da marca era o deslocamento de 2,2 litros. Isso porque ele não era realmente um Subaru, e sim um Opel Zafira fabricado na Tailândia com os logotipos da fabricante japonesa. Mas como isso aconteceu? Como é que a Zafira foi parar no Japão e, acima de tudo, foi transformada em um Subaru? Essa história começou nos anos 1960, quando a Nissan comprou parte da Subaru depois que o governo japonês decidiu que alguns setores da indústria deveriam se juntar para melhorar a competitividade dos produtos nacionais. Assim a Nissan comprou 20% da Fuji Heavy Industries (ou FHI, a empresa-mãe da Subaru) para adquirir a expertise da FHI na fabricação de ônibus. A parce

Matérias relacionadas

Hofmeister Kink: a história do detalhe que faz a diferença em todo BMW

Dalmo Hernandes

Ícones dos anos 1990: Porsche Boxster

Marco Antônio Oliveira

Câmbio manual: como as marcas de esportivos justificam a sua morte

Juliano Barata