A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Sacrilégio: seis carros modernos com nomes errados

Não devia ser importante, mas é. A gente gosta de acreditar que um carro ser excepcionalmente bom é o suficiente para seu sucesso, mas claro que não é. Uma infinidade de coisas determina sucesso e o fracasso, inclusive o que parece mais trivial: o nome. Primeiro há o óbvio: só o nome começar com Ford ou Ferrari já cria várias expectativas, totalmente diferentes. Um Ford GT pode ser um concorrente de um Ferrari 488GTB, mas não importa: a marca é a parte do nome mais importante para seu significado. Traz consigo uma história, um passado, e uma tradição impossíveis de ignorar. Uma parte inescapável de qualquer automóvel, para o bem ou para o mal. E o que dizer do nome do carro em si? Hoje é uma verdadeira ciência, com uma quantidade incrivelmente grande de gente e recursos gastos para defini-los. Um processo enorme, com centenas e centenas de nomes filtrados incessantemente, por anos. Depois significados checados em centenas de línguas diferentes, direitos de uso verificados em v

Matérias relacionadas

Onde há fumaça, há um caminhão de bombeiros da década de 1940 com motor de Dodge Viper

Dalmo Hernandes

Continental tire: quando ter o estepe na tampa do porta-malas era chique

Dalmo Hernandes

Os motores V12 estão em baixa… mas será que eles vão mesmo desaparecer?

Leonardo Contesini