A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture História

Teorias da conspiração: o carro a álcool de Ford foi boicotado por um magnata do petróleo?

Dizem que o carro flex e carro a álcool são coisas do Brasil, mas a verdade é que quando o Proálcool ainda estava engatinhando, na virada dos anos 1970 para os anos 1980, os americanos já fabricavam carros flex. Já contamos esta história Já contamos esta história anteriormente, no qual explicamos que a tecnologia flex e nem o carro a álcool são invenções brasileiras. Nosso crédito é tê-las feito funcionar em larga escala, isso sim. Mas foram os americanos que as inventaram — e que também tentaram matá-las. Ao menos é o que diz uma das maiores teorias da conspiração do universo automobilístico: as petrolíferas conspiraram para matar os carros a álcool e o uso do álcool como combustível. De acordo com a teoria, o magnata do petróleo John Davison Rockefeller percebeu que seu negócio poderia ser ameaçado pela nova criação de Henry Ford. Entusiasta dos combustíveis vegetais, Ford lançou uma versão "flex" do Ford T capaz de rodar com etanol, gasolina ou querosene — ou uma

Matérias relacionadas

Identidade: os carros que conservaram por décadas a essência de seu design – parte 1

Dalmo Hernandes

Leyton House Racing: a intensa história da imobiliária japonesa que virou equipe de Fórmula 1

Leonardo Contesini

Alerta: os perigos da linha com cerol em período de férias

Leonardo Contesini