A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
FlatOut Revival Técnica

Turbofan wheels: como funcionam as rodas e calotas aerodinâmicas dos anos 1970 e 1980?

A menos que estejam completando o visual original de um clássico, as calotas são um dos acessórios mais rejeitados pelos entusiastas e por qualquer pessoa que se importe um pouco com um visual equilibrado para seu carro — especialmente porque elas tendem a ser associadas a versões de baixo custo e quase sempre têm uma estética questionável. Mas esta é uma percepção moderna da coisa. Na maior parte de sua história as calotas tinham uma função prática além da estética. Quando foram inventadas, em 1680 (não digitei errado não), elas serviam para cobrir as pontas de eixo besuntadas de graxa das carruagens, impedindo que a graxa sujasse as pessoas que eventualmente tocassem a roda, e também que a graxa acabasse contaminada por poeira, o que anularia seu efeito lubrificante. Quando os primeiros carros surgiram, elas continuaram adotadas pelas mesmas razões: era uma forma de proteger a ponta de eixo e, ao mesmo tempo, providenciar um acabamento mais bonito a algo tão caro como

Matérias relacionadas

Sistema de lubrificação: tudo que você precisa saber para manter seu motor sempre bem “azeitado”

Rodrigo Passos

Mexido, não batido: uma breve história da Martini Racing

Leonardo Contesini

A história e a evolução do som automotivo

Leonardo Contesini