A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Edições anteriores

FlatOut Edição 63: Fiat 147 Rallye Turbo, guia de compra do BMW M3 E36 americano, o carro do futuro e mais!

Caros leitores, muito bem vindos à mais nova edição do FlatOut Brasil! Aqui temos elencadas as matérias exclusivas para assinantes. Caso você ainda não faça parte do universo do FlatOut, clique aqui e assine agora mesmo! Caso queira conferir as edições anteriores, clique na imagem abaixo.


 

FlatOut Street

Os Fiat estão marcando presença em peso no FlatOut Street – agora, é a vez de um Fiat 147 1985 que se transformou em um belo Rallye 1981 – com direito a um turbocompressor no Fiasa de 1,5 litro. Detalhe: foi o primeiro carro de seu dono, que está com ele há 20 anos.

Este Fiat 147 Turbo com 250 cv é quase um sleeper | FlatOut Street


 

Guia de Compra

Pensando em um BMW M3 E36, mas tem dúvidas sobre como e quanto custa mantê-lo? Sorte a sua. Hoje no Guia de Compras Flatout!, um levantamento de tudo que é necessário saber para comprar o BMW M3 E36 EUA: preços, onde achar listas de peças, manuais, peças em si, o que dá problema e o que o carro tem de bom. Um guia completo, feito com carinho, para você sair sem dúvidas, como só podia vir do Flatout! E com depoimentos de proprietários!

BMW M3 E36 EUA: tudo o que você precisa saber antes de comprar


 

Car Culture

O que hoje fazemos com fibra de carbono, antigamente se fazia em alumínio. Mas com uma vantagem: carros idênticos aos de aço podiam ser feitos no mesmo ferramental. Isto criou uma série muito interessante de carros mais leves até o fim dos anos 1960. O último grito de qualquer tecnologia é sempre interessante, e por isso hoje o @mao4100 fala de seis exemplos de carros originalmente fabricados em chapa de aço, mas que ganharam raras e interessantes versões em alumínio.

Renascidos em alumínio: seis carros mais leves que o normal


 

Imagine uma realidade alternativa na qual o design dos carros não evoluiu desde os anos 1960, mas os motores, freios e tecnologias de conforto e segurança evoluíram como conhecemos hoje. Nem precisa imaginar. Está é a realidade da Mechatronik, que o Leo Contesini apresenta nesta matéria.

Mechatronik: os Mercedes clássicos mais modernos que se pode ter


 

 

O carro do futuro será elétrico, autônomo, sem volante e sem pedais? Ou ele será mais parecido com os carros atuais do que podemos imaginar? Nesta matéria o Leo Contesini fala sobre as tecnologias e as perspectivas para os carros nos próximos 30 anos.

Como será o carro do futuro?


Games

Você lembra qual foi o primeiro game de corrida que jogou? O Dalmo Hernandes lembra perfeitamente – em um clone do NES com teclado e joguinhos educacionais, havia também F-1 Race e Mach Rider – games surpreendentemente bem feitos para algo de quase 40 anos. Dê um passeio pela época dos cartuchos e Nintendinhos pirateados nesta matéria!

Crônicas de 8 bits – meus primeiros jogos de corrida e meu clone do NES


História

A Matra francesa é mais conhecida por suas três vitórias em Le Mans, de 1972 até 1974. Movidos por V12 próprios, os protótipos da Matra ainda ecoam os mais incríveis urros jamais produzidos por um motor em La Sarthe. Mas a Matra fez também sete carros de rua, vendidos por vinte anos, e que foram extremamente influentes na indústria. Sete carros originais e únicos, cada um deles. Um legado interessantíssimo.

A história da Matra em sete carros


 

Sabe aquele papo de “plastimóvel”? Pois esse aqui tem um motor de plástico. Nesta matéria, o Leo Contesini conta a história do Polimotor, o primeiro motor de plástico da história, que foi usado em um Lola para disputar duas temporadas do Grupo C2 da IMSA, nos EUA.

Polimotor: a história do carro de corrida que tinha um motor de plástico


 

“O que vinha pelo jardim dos Rivolta a toda velocidade era algo positivamente inédito. Minúsculo, parecia um ovo envidraçado, obviamente com duas pessoas aboletadas lá dentro. O barulho era claramente de um motor dois tempos monocilíndrico com borboleta do carburador totalmente aberta. Para espanto de todos os presentes, o estranho e indefinível módulo de transporte oval começa a desviar das grandes árvores que dividiam as duas pistas da entrada da propriedade, como se fossem cones em um slalom maluco. Ágil e sem derrapar, na frente de uma nuvem de poeira que levantava, o pequeno ovo parecia uma pequena nave espacial, uma aparição inédita e incompreensível. Começam todos a rir e conversar entre si, atônitos com aquilo tudo.”

A fantástica melancia do Eng. Preti: como nasceu a Isetta


 

Pensata

Todo entusiasta conhece a reputação do Fiat Uno como carro improvavelmente divertido. Mas a gente vai além: nesta matéria, o Dalmo Hernandes explica todos os paralelos, bons e ruins, que fazem do Fiat Uno o Mini clássico brasileiro.

O Fiat Uno foi o Mini brasileiro


Mercado

Do Corcel ao fim da Courier, da Autolatina ao fim do Fiesta e da linha de caminhões, a história da Ford no Brasil nunca foi muito estável, mas ela nunca esteve tão em baixa quanto atualmente — ficando atrás da Renault e quase ultrapassada pela Toyota em números de vendas. Sua próxima aposta é um SUV chinês rebatizado. Vai dar certo? Qual o futuro da Ford no Brasil? O Leo Contesini analisa e fala sobre o potencial dos planos da Ford nesta matéria.

Qual o futuro da Ford no Brasil?


Automobilismo

A Fórmula 1 está de volta neste final de semana, e o Leo Contesini aproveitou para responder a uma daquelas perguntas que ninguém fez: por que a Fórmula 1 se chama Fórmula 1? O que significa esse Fórmula?

O que significa “fórmula” em Fórmula 1?


 

Matérias relacionadas

FlatOut Edição 32: a polêmica Tesla Cybertruck, tudo sobre suspensões, a receita e a origem do Fusca Baja e mais!

Leonardo Contesini

FlatOut Edição 76: um Porsche 911 Carrera 3.2 para ser dirigido ao máximo, como comprar um Passat GTS e mais!

Leonardo Contesini

FlatOut Edição 72: uma Kombi V8 de 1.000 cv no Brasil, carros com nomes errados, como legalizar um motor home e mais!

Leonardo Contesini